segunda-feira, outubro 15, 2007

INCOMODIDADE

Está cada vez mais claro para qualquer observador que os protestos cada vez mais insistentes, causam mau estar ao governo e muito em especial ao 1º ministro. A crispação e o desagrado bem notórios em José Sócrates são aproveitados por alguns dirigentes de 2ª linha para tentarem dar nas vistas, ou mostrar trabalho, invariavelmente ultrapassando as suas competências com atitudes que causam embaraços ao próprio governo. É aqui precisamente que o governo tem falhado rotundamente, optando por preferir defender-se dizendo que não teve interferência nos factos, o que até pode ser verdade, mas acabando sempre por dar a sua cobertura, ainda que não explícita, não condenando os excessos.
Aos portugueses já não bastam palavras como a “festa da democracia” para apaziguar a contestação que existe em muita gente. A expressão do descontentamento tem de ser respeitada e salvaguardada.
Já não é a primeira vez que vemos alguma arrogância e até excessos em governos de maioria absoluta, mas eles são sempre condenáveis. Os governantes sabem, ou pelo menos deviam saber, que as suas decisões são constantemente julgadas pelo povo, e que as opiniões nunca serão unânimes, sejam elas de apoio ou de rejeição. Têm de estar preparados para isso, ainda que não gostem.
Não vale a pena rotular os que discordam, com qualquer militância partidária, até porque este governo sabe bem que há motivos de descontentamento reais, como o aumento dos impostos, o aumento do desemprego, a vulgarização do trabalho precário, a diminuição real dos salários e os aumentos dos produtos essenciais, na saúde, na educação e até na alimentação. Não é uma questão meramente partidária.
O governo esticou muito a corda, talvez demasiado até, mas se a isto quiser juntar a intolerância, talvez ela se rompa quando menos se espera.

»»» - «««
Humor Actual
Anterozóide

Junião

««« - »»»

Fotos de Rosas

Rose by marit sporsheim

S I L K by ainaK

Fading roses III by Photosnap

13 comentários:

Maria Faia disse...

Caro Amigo Guardião,

É sempre um prazer passar por aqui e deliciarmo-nos com os seus textos e cartoons.
Mais uma vez, gostei.

Deixo-lhe um abraço e votos de Boa Semana.

Sílvia disse...

Incomodidade e crispação que não combinam bem com espírito democrático. Belas rosas.
Bjos

Tiago R Cardoso disse...

tem toda a razão, as maiorias absolutas cá pelo burgo têm tendencia a descair para o autoritarismo, não importa qual o partido. Esperava-se no entanto, neste caso, que tal situação não acontece-se, mas o vicio parece ser maior que as ideologias.

Paulo Sempre disse...

"dos fracos não reza a história"
As maiorias produzem candidatos a ditadores ou heróis com "pés de barro".
A humildade ainda não é o "rosto" da política. A rossonância dos gladeadores do coliseu de Roma ainda faz "vibrar" o folclor no Povo com sede do divino...
Sendo, em democracia, o poder do Povo , este, ainda assim, tolera o «espetáculo» da banha da cobra e só se lembra mesma de santa Barba quando fazem trovões...sobre as suas cabeças.
Abraço

C Valente disse...

O conjunto de imagens da rosa são deliciosas, os cartoons para o sorriso
saudações amigas

quintarantino disse...

Como dizia alguém há dias na televisão, Sócrates ficou vítima da sua armadilha...

AnarKa disse...

Incomodidade? Crispação? Está muito enganado senhor Guardião, eu vejo-os a espumar de raiva, atomar xanax e outros calmantes para não ordenarem investidas selvagens sobre quem protesta. Os risos amarelos da «festa da democracia" são relexo da icterícia que os assola.
Lol

Belzebu disse...

O homem não gosta de ser confrontado, ele amua, esperneia, dispara para todos os lados, qual menino mimado! Ainda não entendeu que já não são só os eternos contestatários comunistas, que estão descontentes, tal o deslumbramento que o poder lhe causou!

Quem o lá pôs, tem hoje mais do que razões para o de lá tirar!

Aquele abraço infernal!

Laurentina disse...

Ahahahahahahahahahahah,
Adoro os vossos cartonns (teus e do Zé)
Mas que tu andas no mundo da lua andas andas meu amigo ...então achavas que o governo era socialista?!
Ai pobrezito como te puseram irmão ...
"Ele" que saiba que andas a chamar-lhe nomes!!!

Xi que ja me ia esquecendo..."O Guardião" ja tem nome ... ora toma!!!Shô josé


beijão grandeeeeeeeee

Sulista disse...

...o pior é que o 'povo' cada vez que vai a votos, elege sempre estas cambadas que nos passam a vida a desgovernar e a matar o nosso país!!

Os cartoons e as flores tão muito bons e lindas :-)

SILÊNCIO CULPADO disse...

É verdade amigo Guardião, cada vez há mais pessoas descontentes. E nós devemos ser o rosto de todas essas pessoas que não têm rosto e não têm voz.Mas para que sejamos uma força devemos ser ordeiros e ter a razão e a força do nosso lado. Insultar o PM na rua não resolve e só serve de pretexto para nos retirarem liberdades.

João Rato disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
João Rato disse...

A corda rebentou, e agora? O que é que fazemos com a nossa metade?