sexta-feira, fevereiro 29, 2008

GOYA

Francisco José de Goya y Lucientes, nascido em Fuendetodos, Saragoça, em 30 de Março de 1746, foi um dos grandes mestres da pintura espanhola, ombreando em relevância com El Greco e Velásquez.

Em 1786 foi nomeado pintor da cote de Carlos III e confirmado depois por Carlos IV, tendo-se retirado em 1808 quando o trono foi ocupado por José Bonaparte. Ainda voltou à corte de onde saiu definitivamente após a restauração do absolutismo, tendo-se isolado na Quinta del Sordo até partir para França.

Afirmou a sua inclinação pelo realismo com quadros como “O manicómio” e sobretudo “O funeral da sardinha”. Os seus quadros mais discutidos e conhecidos são pintados a partir de 1800, entre eles a “Maja desnuda”, a “Maja vestida” e “A família de Carlos IV”. As características marcantes da sua obra mais conhecida são o erotismo e os traços algo grotescos dos seus modelos.

Goya também se destacou na gravura, pela sátira, humor e crítica social. Também existe uma pequena série de litografias, na qual se destaca “O colosso”, um gigante sentado defronte a um quarto crescente que é talvez um dos enigmas do génio artístico do artista.

Goya morreu em Bordéus, em 16 de Abril de 1828.

Fonte : Enciclopédia Britânica.


The Countess of Carpio, Marquise de la Solana - Museu do Louvre

The Shootings of May Third 1808 - Museu do Prado

««« - »»»

Caricaturas de Autor

John Lennon by Isaias Klein

Elvis by Isaias Klein

11 comentários:

Anónimo disse...

Já percebi que vais ao Prado logo que estejam expostos os dois quadros do Goya que foram restaurados. Eu pessoalmente prefiro O Manicómio à Majas, mas são gostos.
Bjos
Rita

elvira carvalho disse...

Como gosto muito de pintura tenho biografias de vários entre os quais Goya. Nunca vi nenhum quadro ao vivo mas peloa biografia vi a reprodução de vários.
Um abraço e bom fim de semana

Tiago R. Cardoso disse...

Muito bem, mesmo muito bem, um bom momento cultural a convidar e lembrar a um fim de semana cultural.

Pata Negra disse...

Eh pá! Sabia que o Goya tinha pintado o Lennon, o Elvis é que não fazia ideia!
Um abraço pincelado

SILÊNCIO CULPADO disse...

Guardião
Goya é um dos meus favoritos e se puder vou ao Prado ver esses dois quadros restaurados.
Este post está excelente e parei ao som da música a meditar.

Um abraço

adrianeites disse...

obrigado pela aula cultural..

bom fim de semana

Mocho-Real disse...

Foi bom recordar Goya!

(O apagão, esqueci-me, bolas!)

Cumprimentos, Guardião.

Jorge G.

Meg disse...

Caro Guardião,
Pelos vistos o comentário que cá deixei ontem "não pegou"... foi uma tarde daquelas, em que não conseguia entrar nos blogues e quando entrava era isto.
Gosto muito de Goya, e depois do que nos contas aqui, pouco mais fica para dizer.

Um abraço e bom fim de semana

elvira carvalho disse...

Boa tarde amigo. Acabaram de me deixar um aviso de que estão a enviar vírus para os blogs. Diz que é um comentário que tem escrito Here, Não tente ver quem é delete imediatamente se lhe aparecer.
Não sei se é verdade, mas mais vale pevenir...
Um abraço

O Guardião disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
O Guardião disse...

NUNCA, mas NUNCA no link (está a sublinhado) HERE.
A praga anda por aí! Defendam os vossos computadores com as ferramenteas necessárias - HÁ MUITAS FIÁVEIS E ABSOLUTAMENTE GRÁTIS.
Cumps