quinta-feira, fevereiro 07, 2008

CREDIBILIDADE E POLÍTICA

A classe política em Portugal está muito mal vista pelos cidadãos no que respeita a credibilidade, mesmo assim assistimos com frequência a episódios que minam ainda mais a credibilidade dessa classe.
Há algum tempo o deputado Cravinho propôs legislação contra a corrupção, discutiu-se a oportunidade da proposta, levantou-se alguma celeuma, e lá foi Cravinho para Londres, e empacotou-se o caso. PS e PSD entenderam-se sobre um pacote legislativo, mas o combate à corrupção marcou passo, discutindo-se agora se se vai criar uma comissão ou um observatório, ou agora ainda uma entidade para a prevenção da corrupção, segundo Ricardo Rodrigues do PS. Ficámos todos sem saber se basta prevenir, ou é necessário punir a corrupção, mas como dizia o professor Marcelo, quantos corruptos foram condenados em Portugal?
Para ajudar à credibilidade dos nossos políticos, vieram a lume as “dezenas de pedidos” de titulares de cargos políticos para que os seus rendimentos permanecessem secretos. Se isto não é o cúmulo da transparência, não sei o que será. Também não entendo porque é que não são divulgados os nomes dos autores desses estranhos pedidos, mas o Tribunal Constitucional decidiu não divulgar os seus nomes.
Afinal parece que não é apenas o meu pessimismo a trabalhar, há muito boa gente que se questiona sobre a credibilidade dos políticos, e razões não faltam.

««« - »»»
Fotos com Flores
Waking Up by uae-click

Special Photo by Yasithecat

««« - »»»

Humor

10 comentários:

Paulo Vilmar disse...

Guardião!
Nossos amigos políticos parecem serem os únicos a realmente gostarem da globalização. São iguais em todos os países...
Para teres idéia, aqui, numa cidade perto, os vereadores trabalharam durante o carnaval! Reuniram-se e aumentaram seus rendimentos em 80% OITENTA POR CENTO!
Abraços.

Sílvia disse...

Corrupção é receber 1 euro por ajudar a arrumar o carro, quando se fala de milhões são apenas decisões baseadas em pareceres técnicos e em avaliações de peritos, pelo que são sempre ilibados mesmo quando salta aos olhos de todos que são favores. O colarinho branco fica sempre imaculado.
Bjos

Tiago R. Cardoso disse...

E muito bem o TC recusou tudo, há que existir transparência...

quintarantino disse...

Meu caro Guardião, eles de Marte não vieram... saíram do meio de nós e isso é que é preocupante. Acho eu.
Se puder, dê um salto ao nosso lado hoje...

Meg disse...

Caro Guardião,
Também tenho acompanhado esse caso com uma certa incredulidade, afinal a realidade mais uma vez ultrapassa a ficção, principalmente quando o próprio TC anui ao pedido de sigilo. Logo, estamos livres para pensar que se trata de gente graúda, com bens de origem duvidosa para não dizer outra coisa.
E nós, os mexilhões desta história, comenos e calamos.

Um abraço

Vieira Calado disse...

Olhe, amigo, cá a mim já não me enganam eles!
Passei por outros tempos.
Agora diz-se que tudo é às claras
mas é só para deitar pó prós olhos.
Um abraço.

papagueno disse...

para ajudar á festa foi arquivada mais uma queixa contra Pinto da Costa. Nem as revelações da Carolina foram suficientes para condenar o pintinho no caso Bexiga.
Um abraço.

MARIA disse...

Guardião, quanto aos nossos políticos : é só mais do mesmo, nada espanta.
O que espanta são as suas flores. Que lindas.
Muito obrigada,sempre me encantam muito as flores.
Um beijinho
Maria

Ludo Rex disse...

Para o povo a classe política está a ficar com credibilidade zero. Basdt só ouvir os comentários das pessoas na rua...
Um Abraço e bom fim de semana

Pata Negra disse...

Mas o Cravinho foi para Londres! Não foi exilado! Não é néscio! Foi ganhar bem! Foi nomeado por quem? Em que nome? Com que ordenado? Fazer o quê?
Não, o Cravinho é da mesma classe política!
Um abraço de cá