sexta-feira, fevereiro 02, 2007

A DEVIDA CORRECÇÃO

Ainda acerca das infelizes declarações de Manuel Pinho na China, devo dizer que, embora continue a considerar que na TSF houve algum exagero quando se cortou a palavra a um ouvinte por tecer comentários sobre alguns jornalistas, estes pelos vistos ainda não tinham tido tempo para analisar a notícia.
António José Teixeira e António Perez Metelo publicaram hoje a sua opinião sobre o assunto. O primeiro usa um título elucidativo “Especialista no tiro no pé”, e o segundo prefere “Verdade inconveniente”. Dispenso-me de comentar os artigos pois os títulos são bastante elucidativos, mesmo considerando a moderação a que os dois articulistas nos habituaram.
O que terá levado o ouvinte da TSF, e eu próprio confesso-o, a considerar o silêncio estranho terá sido o facto de, os comentários terem surgido mais de 24 horas depois, o que não é habitual em comentadores tão solicitados pelos órgãos de comunicação social. Os próprios entenderão que era importante “falarem” antes de haver uma posição oficial de José Sócrates, o que de facto aconteceu depois.
Concordemos ou não com as suas opiniões, e eu discordo com alguma frequência, continuarei a ler os seus artigos e a ouvir as suas palavras, como aliás o disse antes deste post.

PS – Já depois de escrever estas linhas li no Zé Povinho a opinião de José Sócrates que aconselho http://pinderico.blogspot.com/2007/02/o-nosso-primeiro-veio-em-defesa-do.html

*** * ***
FOTOS



3 comentários:

Aninhas disse...

Opiniões. Eu parece-me que o António P. Metelo também é dos que não gosta de funcionários públicos , como o MST, mas também o vou ouvindo, sempre com o pé atrás mas enfim.
O Sócrates ainda é pior que o Pinho...

Manuel Fernandes disse...

Diz-se por aí que há pessoas que andam tão depressa que a inteligência fica para trás, penso que foi o que aconteceu. Quanto aos jornalistas em questão, o meu amigo não duvide que são do centrão, e que nunca serão contundentes para com os membros dos governos, mas isso é lá com eles.
Continue que eu prometo cá voltar.

Anónimo disse...

As fotos são dum gosto mais eclético, o que é uma novidade interessante. Quanto aos comentadores, também penso que são dos melhores que temos, mas como disse o M.F. têm uma inclinação muito típica do centrão português.
Nota: não confundir com o L. Delgado que irrita um santo feito de pau.