quinta-feira, maio 10, 2007

OFERTA TURÍSTICA

Um dos sectores com maior crescimento previsto nos próximos anos, é sem dúvidas o turismo e as actividades com ele relacionadas. Talvez haja quem esteja um pouco afastado desta realidade e não tenha a percepção dos valores envolvidos nesta actividade, mas convém ter em atenção que significa, só na região da grande Lisboa, cerca de 9% do PIB da zona, prevendo-se que atinja cerca de 2,8 milhões de euros.
O turismo tem diversas vertentes que importa dinamizar, e é importante tomar em linha de conta as opiniões dos visitantes estrangeiros e aquilo que mais destacam das suas estadias. Alguns inquéritos efectuados na zona de Lisboa já divulgados, destacam sem grande surpresa para mim, que o Património construído é uma constante nas referências mais agradáveis que são mencionadas. Digo que não me surpreende porque sei que não há divulgação suficiente além fronteiras e porque a nossa Cultura não é conhecida por outros povos, apesar da nossa longa História.
Quando se fala de números, que são apenas um dado estatístico para ajudar à compreensão da realidade, não podemos deixar de mencionar que os monumentos da zona da grande Lisboa tiveram nos primeiros meses deste ano, aumentos de visitantes na casa dos dois dígitos, enquanto que o turismo nacional aponta para um crescimento médio de 3,2% em termos globais.
É altura de olharmos com mais atenção para a importância económica do Património Histórico, como factor de captação de turismo e de receitas.


««« - »»»

Cartoon

««« - »»»

Foto

Vlad Gansovsky

5 comentários:

AnarKa disse...

Por falar em património e monumentos, gostei bastante da fotografia. Que grande monumento!

Jorge Borges disse...

Caro guardião,
Há já muitos anos que sou da tua opinião: o turismo - em especial o turismo cultural, que valorize o nosso património - deveria ser uma das grandes apostas deste país. Estou convencido que, bem explorado e divulgado, constituiria uma das mais importantes fontes de receita deste país eternamente pobre. Não são lá as multinacionais que nos dão receitas: essas beneficiam as corporações estrangeiras, as suas casas-mãe, localizadas algures nos States, ou noutro país estrangeiro.
Apostemos economicamente na nossa enorme riqueza cultural.
Um abraço

Zé Povinho disse...

Gostei e concordo com o que dizes, pena é que quem manda não tenha a visão suficiente para analisar os factos.
Agora vou descansar pois amanhã estou de folga.
Abraço

Savonarola disse...

Caro guardião,
É com prazer que te venho dizer que coloquei um link d'O Anarquista para O Guardião.
Um abraço anarquista

o guardião disse...

Caro Savonarola
Agradeço a distinção e retribuo o link, pois como é notório sou um seu visitante assíduo.
Abraço