segunda-feira, maio 28, 2007

LEGALIZAR O ÓPIO

Li que Portugal se prepara para apoiar a legalização do ópio afegão. Esta posição puramente política como se percebe, visa retirar os proventos e o apoio aos talibãs afegãos.
Agora o Ocidente reconhece o interesse em legalizar a plantação das papoilas, pois de uma assentada resolve dois problemas, o do financiamento do terrorismo e do embaratecimento dos medicamentos opiáceos.
Talvez seja uma boa ideia, já aventada há anos por muita gente, mas resta ver como vai ser implementada no terreno.
Não se iludam os “agarrados” que o paraíso é lá longe, por cá até fumar um simples cigarro é considerado um crime contra a humanidade, a menos que vivam a sul do Tejo, no deserto do Lino.

««« - »»»
Humor
Muammer Olcay
Alfredo Martirena Hernandez

««« - »»»

Fotografia

Per-Magnus Hedén

7 comentários:

Sílvia disse...

O Lee Marvin a cantar? É mesmo ele ou será que é efeito do ópio?
Bjos

MariaFaia disse...

Viva Guardião,

Adorei o teu humor a tua fotografia...Quanta sensibilidade mora na imagem da árvore entrelaçada na vida de dois seres já vividos...

Legalizar o ópio... Ora aí está um tema que vale a pena discutir.
O ópio é considerado uma droga leve, certo?
Então, porque razão se não retoma a discussão da legalização das drogas leves e do acompanhamento médico assistido?
Será preferível o engordamento dos traficantes à custa da desgraça dos nossos filhos?!...

Anónimo disse...

Ahahahahahah...deu-me td vontade de rir...o final do texto e as imagens ;-)


Mas tb acho que fazem bem em relação ao ópio...a proibição de algo favorece sempre o contrabando e o aproveitamento por parte de algun$...


Bjs :-) da Sulista

o guardião disse...

Caras amigas

Sílvia - É mesmo o durão do Lee Marvin e a música faz parte da banda sonora do filme "Paint your wagon" que em Portugal passou com o título "Os maridos de Elizabet" salvo erro.

Mariafaia - A despenalização das ou legalização das chamadas drogas leves exige mais abertura de certas mentes, o que me parece que não aconteceu ainda. Na verdade, o proibicionismo vai continuar a engordar os bolsos dos traficantes, o que também é reconhecido no caso do Afeganistão. Falta pois que mais gente o entenda.
Obrigados pelas vossas visitas e um abraço às duas

o guardião disse...

Caro anónimo
Estava eu a escrever sobre isso mesmo quando caíu o seu post. Obrigado e um abraço

J.G.Sineiro disse...

Venha o ópio, pois então! E a Maria Joana, o "cavalo", a heroína, a cocaína. o extasy, venham todos e depessa, caraças, que há muita malta que deixou de fumar cigarros! E agora as receitas dos impostos sobre o tabaco já nem dão para calar a boca aos palermas dos funçionários públicos com uns aumentos de 0.5%!

Venha a droga toda, venha! Assim como assim já andamos todos meio-mortos!
Acaba-se-nos com a raça de vez e já não temos que gastar na farmácia o que não temos!

O ópio é bom para fazer medicamentos e dar emprego e produtividade nas nossas grandes empresas farmacêuticas...até já estou com pena dos suiços, dos alemães, dos americanos,...

Venha o ópio e os talibãs também, e já agora tragam ttragam também uns camelos para ajudar a nossa nova frente de turismo no Desertolino!

Um abraço.

Sulista disse...

Caro anónimo??

Era a Sulista :-( assinei no fim...





;-)