segunda-feira, julho 03, 2017

ADORO ESTES INQUÉRITOS



O prazo para apresentação do inquérito aos acontecimentos no Convento de Cristo, em Tomar, terminou há uns dias e eis que chegam a público as suas conclusões.

As conclusões são interessantes começando por, “não foi ateada uma fogueira de 20 metros de altura e as paredes supostamente enegrecidas pelo fumo são o resultado da presença de agentes biológicos sobre as pedras calcárias que já tinha sido identificadas há uma década pelo LNEC”.

Recordo as palavras de Terry Gilliam no Facebook, onde ele dizia que a fogueira tinha sido inspirada em Las Fallas, opinando até que “as pessoas deviam começar por saber dos factos antes de gritarem de forma histérica”. Curiosamente, ou nem tanto, pelas notícias vindas a público nada é dito sobre as dezenas de bilhas de gás dentro do monumento.

Gostei particularmente de saber que os fungos (agentes biológicos) que se vêm pelas paredes e na janela mais conhecida de Portugal, já tinham sido identificados pe LNEC, e talvez por serem de estimação, ainda por lá se encontram, quem sabe se a conservar as pedras. Outra preciosidade é a menção a 20 extintores de CO2, bem menos do que as bilhas “dos efeitos cénicos”.

Como tudo correu bem, e de acordo com as normas, uma das medidas agora reveladas é a da revisão do Regulamento de Utilização de Espaços, o que se percebe perfeitamente…


0

Sem comentários: