domingo, novembro 30, 2014

SINTRA E AS SUAS POLÉMICAS

Há poucos dias fui abordado por um sintrense que, indignado, me perguntou porque é que a coluna que hoje está no Jardim da Preta do Palácio da Vila, não está no lugar onde devia estar, no centro do Terreiro da Raínha D. Amélia. Tentei explicar-lhe que, no tempo da monarquia, a que eele se reportava, nunca a coluna estivera no centro do terreiro, mas a explicação foi infrutífera.

Deixo aqui 3 imagens, começando pela da entrada do terreiro como era até 1910.

Esta segunda imagem mostra onde estava a coluna pouco depois da demolição das edificações fronteiras ao Paço Real. 

A terceita mostra a mesma colunanum local mais próximo da actual entrada da GNR, onde esteve durante alguns (poucos) anos, com aquela base que se descortina na foto, e também com um tanque que um ilustre sintrense danificou com bombinhas de Carnaval, que tinha sido trazida de Queluz.


1 comentário:

Elvira Carvalho disse...

As pessoas habituam-se a ver as coisas em determinado lugar e pensam que sempre lá estiveram.
Um abraço e uma boa semana