terça-feira, janeiro 25, 2011

BRINCAR COM O FOGO

Hoje ouvi uma pérola do pensamento de alguns empresários portugueses, que me deixou perfeitamente estarrecido, não só pela incongruência mas também pela absoluta falta de consciência e de decência do indivíduo.

A conversa rondava pelo tema da competitividade de dos custos do factor trabalho, em resultado da notícia de que o Governo pretenderia diminuir as indemnizações devidas aos trabalhadores em caso de despedimento sem justa causa, e portanto ilegal. O tratante, que até já fez uma perninha num governo há uns anos disse que “como já não temos o instrumento de desvalorização da moeda, a única solução viável para as empresas e para atrair investimento estrangeiro é a desvalorização do factor trabalho…”.

Já à noite ouvi a ministra Helena André a afirmar que se estava a “harmonizar as regras dos despedimentos” com os parceiros europeus, omitindo convenientemente que as regras, os direitos e os salários dos parceiros europeus são variadas e nos outros itens são desfavoráveis aos trabalhadores portugueses.

Começa a ser trilhado um caminho perigoso, em que a revolta começa a minar o campo laboral, que pode levar a uma explosão social a que muitos têm vontade de se juntar logo que ela desponte. Os governantes e o patronato irresponsável parecem preferir incendiar os ânimos, e serão os primeiros a ser visados quando a situação se deteriorar.
««« - »»»
Foto - Desafinar

««« - »»»
Humor - O Gato e o Rato
O gato quer subjugar o rato

7 comentários:

Cristina Torrão disse...

"desvalorização do factor trabalho"? Em Portugal, deve ser feito precisamente o contrário: valorizar o trabalho, motivar os trabalhadores, começando, por exemplo, por lhes proporcionar boa formação e bom ambiente de trabalho. Só assim, a produtividade pode aumentar.

Também estranhei que a ministra falasse de harmonizar as regras com os parceiros europeus, já que nestes, como muito bem diz o Guardião, as regras, os direitos e os salários são muito variáveis. Era bom que ela explicasse em que é que se baseia.

Anónimo disse...

O conluio para esmifrar ainda mais a quem trabalha enchendo os bolsos aos vampiros do costume.
Bjos da Sílvia

Daniel Santos disse...

esta gente consegue destruir em pouco tempo os direitos que demoraram décadas a serem conseguidos.

LopesCa disse...

Mexem em tudo o que não devem e no que deviam mexer ...

Cata- Vento disse...

Temo a conflitualidade social para onde nos parecem querer empurrar. Tal como já disse, a fome e o desemprego são maus conselheiros. Tão desvalorizados andam o trabalho e os trabalhadores! E tão longe de Abril vamos ficando!

Bem-hajas!

Abraço

opolidor disse...

isso! nem sequer percebem que estão a deitar gasolina no fogo...
abraço

SILÊNCIO CULPADO disse...

As tensões sociais aumentam e não sabemos como nem quando irão explodir.
É que pelo caminho que vamos levando haverá o dia em que não é possível continuar.
A desvalorização do factor trabalho está a ser feita dia a dia de forma assustadora.
O poder está efectivamente a brincar com o fogo.
Abraço