domingo, novembro 02, 2008

DESCONTENTAMENTOS

Nos últimos dias as declarações do general Loureiro dos Santos sobre o descontentamento dos militares, levantaram alguma celeuma e provocaram reacções de responsáveis do Ministério da Defesa. Evidentemente que os responsáveis tinham de vir a terreiro dizer que “oficialmente” não tinham qualquer informação sobre o descontentamento dos militares.

O Governo “oficialmente” não tem conhecimento de qualquer tipo de descontentamento, isso é mais do que óbvio. Os militares estão radiantes da vida, os professores exultam de alegria com as directivas do Ministério da Educação, os cidadãos gritam de felicidade perante a insegurança e carências ao nível do atendimento na doença.

Vivemos num país onde a satisfação é uma constante, todos rejubilam de contentamento e não nos cansamos de tecer loas à boa governação e aos resultados excepcionais alcançados a todos os níveis. Claro que há por aí uns quantos “agitadores” que tentam alienar as mentes de alguns portugueses, levantando boatos e criando suspeições, mas são apenas minorias conservadoras que têm medo da mudança.

Hoje é um mais um dia de júbilo neste Paraíso Terreal, onde o Sol é mais rosado, e onde se erguem milhares de vozes em cantos de agradecimento pela suprema graça de ter-mos sido agraciados com tão insignes e diligentes dirigentes. O descontentamento é palavra que irá ser abolida do nosso vocabulário por ser absolutamente desnecessária diante da realidade que todos podemos comprovar no dia-a-dia das nossas maravilhosas vidas.



««« - »»»
Imagens
Jaundice by spindleshanks

Blue Takes The Lead by spindleshanks

««« - »»»
Caricaturas
Alinhar ao centroNicolas Sarkozy in Fragadesenhos

AMY WINEHOUSE in Fraga Caricaturas

10 comentários:

C Valente disse...

Descontentamento descontentamento, e assim se fez o 25 der Abril
Saudações amigas

Ludo Rex disse...

Andamos todos 'felizes e contentes'...
O que se esquecem é que um povo descontente revolta-se...
Abraço

elvira carvalho disse...

Depois da cirurgia, estou voltando aos poucos.
Vivemos no país do faz de conta. Faz de conta que estamos todos muito felizes, faz de conta que o desemprego baixou, faz de conta...
Um abraço e bom Domingo

Sophiamar disse...

E navegamos num mar de rosas onde até foi possível fazer ressuscitar o Magalhâes.
E continuamos a viagem, metendo água porque, ao que julgo saber, o descontentamento é quase geral.

Beijinhos

Tiago R Cardoso disse...

no caso concreto estamos a falar, pelo menos para mim, de uma instituição que merece respeito e não mais uma para achincalhar.

Anónimo disse...

Estou tão contente que me apetece "fazer umas festinhas" nas fuças duns quantos, mas vou-me contendo.
Lol

AnarKa

MARIA disse...

Olá meu amigo, vamo-nos tendo uns aos outros.
Com as palavras dos amigos, carregamos o mundo de palavras e ainda há quem as escreva a verde ainda que sob fundo negro...
Hoje estou como a conjuntura : entalei a chave na fechadura, além de ficar na rua tempo considerável, ainda tinha que esoirar a fechadura.
Vamos estoirar esta conjuntura ... bora lá... com a Maria.

Um beijinho amigo
Obrigado pelas visitinhas
Maria

MARIA disse...

dizia " estoirar "
bolas que até o t hoje me foge ...

rsrsrsr

Meg disse...

Caro Guardião,

Como não há descontentamento e estamos a viver no melhor dos mundos, hoje resolvi dedixar-me aos "teus bonecos". E que bem que me fizeram.
Que isto de não haver crise não tem piada nenhuma, ora!

Um abraço

SILÊNCIO CULPADO disse...

Guardião
É o paraíso esta evolução que nos permite praticar a caridade, dar esmolas aos pobrezinhos e ensinar às criancinhas que elas são umas felizardas por terem tanto enquanto outras não têm nada a não ser a fome.
Militares descontentes, não acredito. Eles estão felizes porque todo o mundo está feliz. É por causa dessa felicidade que eles se revoltam. Não há guerras nem combates. Há paz. Ninguém é assaltado.

Abraço (adorei vir aqui dar largas à minha felicidade).