sábado, setembro 27, 2008

QUEM VAI PAGAR AS FAVAS?

Chegados ao buraco causado pela economia de casino, que tem vigorado desde a época Reagan, ninguém parece saber muito bem como sair daqui, sendo certo que com injecções de capital brutais, ou sem elas, os mais desfavorecidos vão ficar ainda mais desprotegidos.

O desmantelamento do Estado Social, as teorias que proclamavam que menos Estado era melhor Estado, e que os aumentos de investimento e de produtividade só se podiam conseguir com mais impostos sobre o trabalho e menos sobre o capital, falharam completamente levaram-nos à situação em que estamos.

Não vi até agora os da escola de Chicago e defensores da política monetarista vir insurgir-se contra a intervenção dos Bancos Centrais injectando biliões de dólares e euros do dinheiro dos contribuintes para salvar algumas das maiores instituições financeiras do mundo, para evitar o descalabro financeiro. Também não os oiço a reclamar a cabeça dos “iluminados de Wall Street” que arrecadaram milhões em salários e prémios, e deixaram as instituições na banca rota.

Hoje podemos todos constatar que são precisamente os que ontem se proclamavam liberais e a favor de menos regulação, que agora vestem outra fatiota e vêm responsabilizar o Estado e exigem uma maior e mais apertada regulação. Também são estes mesmos “liberais” que dizem que as ajudas anunciadas são curtas e que são necessários muitos mais biliões para “curar” esta epidemia de buracos financeiros.

Os Zés de todo o mundo vão continuar a apertar cada vez mais o cinto, cada vez mais oprimidos com impostos, baixos salários e menos protecção social, enquanto os mesmos de sempre voltam às suas negociatas, à custa de todos nós, como convém.




««« - »»»
Fotografias de Flores
The last sunflower by Crossie

Full flower by royho

Drift Away by wpe2006

9 comentários:

Pata Negra disse...

Seria de esperar que os teológos e apóstolos deste modelo económico - temos os nossos: cavacos, belezas, salgueiros, macedos, teixeiras e "metê-los" da TV e quase todos os bacharéis e doutores da academia - estivessem agora calados. Mas não: continuam do alto da sua sabedoria a debitar sentenças, a agitar mercados, a condenar humildes, a...
Fócrates para isto! Não consigo falar deles! O meu monitor corre perigo!
Um abraço anti-capitalista

C Valente disse...

Pois é as cabecinhas ditas pensadoras fazem como a avestruz e seguem em frente com os bolsos cheios, triste mundo onde a selvajaria do dinheiro se impôs á moral á ética, (se alguma vez souberam o que isso é).
Saudações amigas

Anónimo disse...

Quando a vida lhes corre bem, engordam com o nosso trabalho, quando corre mal são os dinheiros destinados ao bem comum que se despejam para as sua carteiras. Isto só vai lá à cachaporra!
Lol

AnarKa

Sophiamar disse...

Pertenço a uma geração que sonhou com uma sociedade diferente onde o fosso entre ricos e pobres deixasse de ser tão acentuado, onde todos tivessem condições de vida dignas. Não vejo isso e a esperança tem vindo a diminuir de tal forma que quase me faltam as forças para lutar.
" Eles comem tudo..."

Beijinhos

Bom domingo!

Por aqui o céu quase desaba sobre os campos. Chorará ele de tanta injustiça?

São disse...

Ainda há dúvidas de quem vai pagar?! Os contribuintes, claro. Ou seja, os mesmos de sempre!!
Feliz semana.

elvira carvalho disse...

Claro é sempre o povo que paga as favas.
Adorei o cartoon. Cheio de oportunidade.
Um abraço e bom Domingo

LopesCa disse...

Senão tivermos cuidado todos vamos pagar as favas... a globalização é para o bem e para o mal.

Jorge P.G disse...

Meu caro Guardião, a culpa é sempre do mordomo! Vem nos livros...

Cumps.

Tiago disse...

A corda estica estica estica mas há de romper um dia, tudo entrará no caos até se encontrar uma nova ordem...Nem que tenha de acabar o mundo...
ANTITUDO