segunda-feira, agosto 06, 2007

AFINAL, ENGANEI-ME!

Quando afirmei que os colegas de Dalila Rodrigues tinham ficado calados perante a situação criada com a sua demissão, enganei-me redondamente, pelo que venho repor a verdade dos factos. De facto não tinha conhecimento da notícia de dia 3 de Agosto veiculada pela Lusa, que dizia preto no branco que “16 directores contestam posições de Dalila Rodrigues”.
Segundo a Lusa os 16 directores subscreveram um abaixo-assinado afirmando que nenhum deles conferiu «poderes de representação à directora do Museu Nacional de Arte Antiga como porta-voz da classe museológica portuguesa a que igualmente pertencem, nem lhe reconhecem esse papel a que se arroga».
Estranhei um pouco a oportunidade deste abaixo-assinado e procurei com todo o afinco alguma referência nas declarações de Dalila Rodrigues à sua pretensa condição de porta-voz dos directores de museu, li para tal 62 textos publicados em diversos meios de comunicação social e outros não convencionais, e não encontrei uma única menção ao assunto, mas posso estar enganado e talvez exista algo em algum sítio que eu não tenha consultado. Mas mesmo assim persiste a estranheza da oportunidade do documento mencionado, até porque as ideias da directora do MNAA eram conhecidas há muito tempo e até já tinha havido pelo menos um debate público sobre o assunto com a sua participação.
Outra afirmação do documento dos 16 directores também me pareceu esclarecedora da sua posição “os subscritores afirmam que a existência de um «organismo coordenador dos museus nacionais sob administração central do Estado» nunca foi encarada como uma medida «cerceadora da autonomia técnica e programática dos museus»”.
Afinal os subscritores do texto estão satisfeitos com as condições que lhes são proporcionadas para a programação e funcionamento dos museus que dirigem, assumindo a inteira responsabilidade pelos sucessos e insucessos que todos podemos testemunhar ao visitar estes serviços.
Fica registado.

Visite Museus - Entradas grátis aos domingos até às 14 horas
««« - »»»

Gatos Fotogénicos

La Strega

XZ&L

««« - »»»

Humor

Dilem

10 comentários:

Sílvia disse...

Fica sempre bem corrigir os erros, mas se está tudo bem para os tais directores como é que se explicam as dificuldades de pessoal, as deficiências de funcionamento, a falta de exposições de grande qualidade e até a má conservação de alguns edifícios ou de parte deles?
A lista dos subscritores é para mais tarde recordar...
Bjos

Tiago R Cardoso disse...

Por acaso o não teve acesso, ao original, do abaixo-assinado, pois não ?, eu também não, tenho é curiosidade de saber se a esferográfica utilizada era de tinta
"rosa", assim no sentido estético da coisa, parece-me que não é permitido falar no sentido politico.

Tiago R Cardoso disse...

Obs. Gostei do seu blog, vou criar um link no meu.

Rita disse...

Adorei os gatos, são uma beleza! Não achas que os abaixo-assinados de pessoal dirigente têm um toque marxista? O Portas já tinha aludido aos tiques, aqui estamos perante factos.
Bjos e abraços

adrianeites disse...

é.. fica registado..

boas fotos!

cp's

papagueno disse...

Como diz o povo "Quem tem cu tem medo". Deixa-me cá deixar a Dalila a milhas que eu posso ser o próximo a ir para a rua. Este país vai de mal a pior.
Um abraço.

Zé Povinho disse...

Afinal até há directores de museu satisfeitos com o status quo. Os museus vivem num mundo côr de rosa nós é que estamos ofuscados com o brilho e vemos tudo tão escuro.
Abraço

J.G. disse...

Tão queridos os senhores Directores!

Não foi comunicado encomendado! Não, nem pensar!

As fotos de gatos perdem-me!

Um abraço.

o guardião disse...

Os 16 directores marcaram a sua posição, nós estaremos por cá para avaliar o seu desempenho e para lhes sacar as responsabilidades que assumiram com este abaixo-assinado.
Os gatos estavam mesmo a pedir uma oportuninade neste meu cantinho.
Cumps

Meg disse...

Olha Guardião, aqui há gato!

E aqui há gatos, mas estes são lindos.

O outro é que, por mais que se esconda, o cujo fica sempre de fora.
Tudo na mesma, Guardião, só mudam as moscas.
Um abraço