terça-feira, janeiro 04, 2011

ATÉ CEUTA FOI UM FRACASSO

A conquista de Ceuta, em 1415, é geralmente considerada como o primeiro passo da epopeia dos descobrimentos. Discutem-se ainda hoje as causas desta aventura considerando-se as razões económicas, políticas e religiosas.

Se a conquista daquela praça-forte do norte de África foi um feito militar que terá tido alguns efeitos imediatos no ânimo que parece ter incutido ao país, isso não significa que em si mesmo tenha sido um feito muito lucrativo.

Na realidade não consta que economicamente o reino tenha beneficiado com esta conquista, porque as rotas dos mercados mudaram para outras cidades da zona, e a manutenção da soberania sobre a cidade passou a ser um enorme fardo económico.


««« - »»»
Foto - Maçã de Vidro

««« - »»»
Humor e Consumismo
Sociedade de consumo

3 comentários:

SILÊNCIO CULPADO disse...

Querido Amigo

Continuamos a fazer muitas conquistas de Ceuta para gáudio de alguns e empobrecimento da maioria.
Um grande abraço

Anónimo disse...

De fracasso em fracasso até ao afundamento total...
Bate neles e com força, José!
Bjos da Sílvia

Pata Negra disse...

Só tivemos alguma coisa com o ouro do Brasil e os Fundos da CEE e, mesmo assim, foi só pra alguns! Ceuta?! Eu até dispenso Olivença! Eu já só quero Barrancos!

(Se assim o entenderes, podes retirar o selo da minha candidatura, retirei-me)

Um baraço e obrigado pelo apoio