terça-feira, novembro 18, 2008

MALANDROS

Andou o nosso 1º a cumprir a sua missão de caixeiro-viajante lá para as bandas de Ponte de Lima, distribuindo o brinquedo da moda, de seu nome Magalhães, e logo apareceram uns malvados jornalistas a estragar-lhe a festa.

Eu não estava lá, na passada quarta-feira, mas parece que na sua acção de promoção do famigerado computador (pouco) luso, o dito 1º distribuiu os brinquedos numa cerimónia a que assistiram alguns jornalistas devidamente avisados, e depois foi à sua outra actividade, a política.

Pelos vistos, e segundo o semanário Sol, os computadores tiveram de ser devolvidos pelos petizes, porque segundo o conselho executivo das Escola do Freixo, havia questões administrativas a tratar.

Bolas! Mais uma vez uns ficam com a impressão de que a cerimónia era apenas para a fotografia, outros ficam confusos com tanta burocracia existente numa escola, que até depois duma entrega oficial feita pelo nosso 1º, insistem nas aberrantes formalidades administrativas, que fazem corar de vergonha quem acreditou no SIMPLEX.

Sinceramente, eu acho que a MFL tinha razão quando disse que não podiam ser os jornais e os jornalistas a escolherem as notícias. Então não é que agora todos fazem piadas sobre este “simulacro” de entrega de computadores? Não se faz uma maldade destas, caramba…





««« - »»»
Graffiti
Explode the Acid by fullmetalunleashed

Fullmetalunleashed by fullmetalunleashed

6 comentários:

Pata Negra disse...

Malandros?! Virtuais!
Este governo já não existe para além das fotografias!
Um abraço a empurrá-los para o chão

Anónimo disse...

Não há ovos que cheguem para premiar a farsa que foi encenada. Os malandros dos jornalistas tinham de pôr a boca na corneta! Que cruéis...
Bjos da Sílvia

Tiago R Cardoso disse...

a propaganda é uma cisa lixada e esta gente sabe fazer, foram apanhados uma vez, nem faço ideia da quantidade de vezes que passou sem serem apanhados.

joshua disse...

Esta gente convence-se de que o espectáculo é tudo e esquece-se que a substância é que conta. Só de gente oca coisas mal amanhadas.

Anónimo disse...

O mundo virtual do Pinto de Sousa Magalhães, ou será que me enganei(?), não existe para além das campanhas publicitárias. A realidade é negra, e quando dizem que beixa o desemprego são mandados para a rua centenas de portugueses, quando se fala de justiça e transparência transforma-se o furação numa simples brisa primaveril, e quando se enaltecem as virtudes da Educação, atacam-se os professores e os alunos.
O mundo real é outro, mas o pinóquio desconhece-o.
Lol

AnarKa

Meg disse...

Caro Guardião,

Tou farta de trafulhices, aldrabices, fanfarronices, pulhices,seja em nome do que for. A paciência tem limites e eu perdi-a.
E esta história que tu contas e que todos nós já sabemos, cheira muito mal. Empesta ainda mais o "ambiente político".
Tou farta!

Um abraço