sexta-feira, novembro 28, 2008

CIDADÃOS INSATISFEITOS

O INE “descobriu” que os portugueses são dos europeus menos satisfeitos com a vida. Não sei se era realmente necessário perder-se tanto tempo e recursos para chegar a esta conclusão, e utilizar definições tão rebuscadas e avaliações de parâmetros tão subjectivos, mas os estudiosos lá saberão.

A felicidade e satisfação com a vida dependem naturalmente do ambiente social e económico que os cidadãos têm. Se exceptuarmos o ministro das Finanças, que teimosamente recusa “decretar recessão”, a generalidade dos cidadãos já a sente nos ossos há bastante tempo.

O indicador mais preocupante é sem dúvida o de confiança dos consumidores, que é o mais baixo desde que existem dados comparativos, isto é desde 1986. A explicação lógica, e que aliás consta do estudo “… quanto maior o nível de desenvolvimento avaliado pelo índice de desenvolvimento do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) de 2007, maior o bem-estar subjectivo, psicológico e social».

Ora como os nossos políticos não conseguiram elevar-nos a um patamar de desenvolvimento aceitável, como nos prometeram repetidas vezes, o nosso grau de insatisfação é muito elevado, e isso deve-se não só à incapacidade dos políticos, como aos modelos de desenvolvimento que delinearam e falharam rotundamente. Dá que pensar…



««« - »»»
Pinturas
windows - Lisbon by *ednaschonblum

««« - »»»
Humor sem Palavras

6 comentários:

Anónimo disse...

Vá lá! Então os banqueiros não contam, nem os que ocupam os tachos rosados que abundam por aí? Há malta satisfeita, mas esses nem deviam contar porque parasitas não deviam entrar em estatísticas como gente.
Lol

AnarKa

Violeta disse...

Qualidade de vida só para alguns, bem-estar - outro conceito bem diferente - para outros: Depois há os que não conseguem deixar de se sentir infelizes, quer haja sol ou chuva.
Mas já que as estatísticas dizem que os cidadãos estão insatisfeitos e que os nossos políticos gostam tanto de estatísticas, será que agora vai mudar alguma coisa?

Tiago R Cardoso disse...

não faço parte desses portugueses pessimistas e insatisfeitos.

Eu estou satisfeito com a vida, não gosto é do actual estado da situação, dai a diferença.

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido Amigo, como não estarmos insatisfeitos, neste nosso cantinho á beira mar plantado... Onde os ricos estão cada vez mais ricos e os pobres cada vez mais pobres... A classe média pouco ou nada resta dela...
Uma tristeza meu Amigo!
Bom fim de semana... Beijinhos de carinho e ternura,
Fernandinha

adrianeites disse...

de facto era desnecessário esse estudo tão elaborado.. teria bastado sair à rua...

bom fim de semana!

Sophiamar disse...

Que tristeza vai por este canto à beira-mar plantado! E temos razões para ter algum resquício de alegria?

Um abraço

Bom domingo!