terça-feira, fevereiro 17, 2015

DEITAR GASOLINA NA FOGUEIRA

A linha dura da Europa mais abastada, liderada pela senhora Merkel, continua a esticar a corda relativamente à Grécia, insistindo sobretudo na extensão do actual programa e das suas políticas, apesar do insucesso de tais medidas.

Não sei qual vai ser o resultado deste braço-de-ferro, o que sei é que a saída forçada da Grécia do euro, será o pontapé de saída para o desmoronar desta Europa onde imperam os egoísmos dos mais fortes.

Depois da saída da Grécia, Portugal fica na 1ª posição para ser o país que se segue, porque a dívida não tem como ser paga, e os mercados ficarão com a certeza de que a ajuda dos credores nunca acontecerá, bem à semelhança do que se passar agora com a Grécia.


A nível internacional a Europa vai perdendo a Grécia, a Turquia, e também a Ucrânia, e não poderá queixar-se dos outros, mas sim das suas próprias políticas e do seu egoísmo.


1 comentário:

Pata Negra disse...

Os povos que tem história, são os povos que não abdicam da sua soberania! Portugal, tal como a Grécia, tem uma grande história - isto não vai ficar por aqui! Será a terceira vez, em cem anos, que a Alemanha terá de recuar! Eles atacaram com armas económicas, nós temos de nos defender com armas patrióticas.
Um abraço e viva a resistência