terça-feira, maio 20, 2014

O RESULTADO DE MÁS ESCOLHAS



Portugal tem sido mal governado há mais de duas décadas, e o resultado está à vista de todos.

Com a entrada dos dinheiros comunitários acabou-se com actividades como a pesca, a agricultura, e a construção naval. O dinheiro entrava e subsidiava-se o abandono de sectores da economia que hoje lutamos por tentar fazer crescer.

Eleição atrás de eleição e continuámos a escolher mal, e as apostas dos sucessivos governos foram erradas, beneficiando sempre a especulação em vez de apostar no trabalho e no sector produtivo.

O inevitável aconteceu, e bastou uma crise no sector bancário e especulativo, para Portugal cair no poço da recessão causada pela austeridade forçada pelos credores. Com a falta de investimento estrangeiro e nacional, sucedem-se as falências e o desemprego tornou-se galopante.

Portugal tornou-se assim no único país da União Europeia  que, ao longo da última década, registou uma descida consistente da taxa de emprego, um recorde que devia envergonhar todos os partidos que contribuíram para este descalabro, que está a ter consequências sociais que se vão prolongar por muito mais tempo, e que são da responsabilidade única de quem exerceu o poder neste pobre país.

Não cries mais Pinóquios!

1 comentário:

São disse...

Neu caro, a crise foi provocada e há quem lucre muito com ela.

A responsabilidade também passa por todos nós , mesmo - ou ainda - mais que se comporta como Pilatos...

Bom fim de dia