quarta-feira, dezembro 07, 2011

TOLICES DE CONSERVADORES

Por vezes lemos notícias que nos parecem verdadeiras anedotas, e creio mesmo que há jornais a competir nessa área, ou pelo menos jornalistas que tem esse condão.

Imagine-se alguém a citar um tal de Dan Gaionor, membro do conservador Media Research Center, dizendo: “É impressionante o quão longe a extrema-esquerda vai para manipular as crianças, para convencê-las, para lhes passar mensagens antimultinacionais” e “há décadas que o fazem… Hollywood, a esquerda, os média, todos odeiam a indústria petrolífera… Eles odeiam a América empresarial”.

Gente assim até consegue dizer que a Disney e o resto da indústria cinematográfica se entretém a tecer uma agenda secreta para lavar o cérebro das criancinhas contra o capitalismo.

Este anticomunismo primário está a fazer escola em certos meios dos EUA, e parece que a indústria cinematográfica daquelas paragens pode estar ameaçada por um novo Macartismo.

Por cá também já começam a aparecer uns laivos do mesmo mal, e temos uns que dizem que há anarquistas preparados para fazer tumultos, e outros que pensam que os hackers são perigosos esquerdistas. Essa gente apela à preparação de polícias especiais para combater estas “ameaças dos nossos tempos”.




3 comentários:

Anónimo disse...

Conservadores não, fascistas. O Macartismo pode ter sido esquecido por alguns mas não por todos.
Bjos da Sílvia

São disse...

Tenho a sensação de que respiramos cada vez mais os miasmas que provocaram estados de guerra.

Saudações

Anónimo disse...

Quem outrora manipulou a seu bel-prazer a indústria cinematográfica, condenando quem não se submetia à sua agenda fascista, não suporta que haja quem desmascare os diversos poderes instituídos.
Azar o deles...
Lol

AnarKa