sábado, junho 19, 2010

QUADRAS POPULARES

Entre leigos ou letrados,
fala só de vez em quando,
que nós, às vezes, calados,
dizemos mais que falando.
«»
Quando te vês mal, e dizes
que preferias a morte,
pensa que outros menos felizes
invejam a tua sorte.
«»
Tem a música o poder
de tornar o homem feliz;
nem há quem saiba dizer
tanto quanto ela nos diz.
«»
Gosto do preto no branco,
como costumam dizer:
antes perder por ser franco
que ganhar por não ser.
«»
Queremos ver sempre à distância
o que não está descoberto,
Sem ligarmos importância
ao que está à vista e perto.
«»
Sei que umas quadras são conselhos
que vos dou de boa fé;
outras são finos espelhos
onde o leitor vê quem é.
«»
Quantas sedas aí vão,
quantos colarinhos,
são pedacinhos de pão
roubados aos pobrezinhos!
«»
Quando não tenhas à mão
outro livro mais distinto,
lê estes versos que são
filhos da mágoa que sinto.


António Aleixo

««« - »»»

CONTRADIÇÃO

No ano em que se comemora o centenário da implantação da República Portuguesa, discute-se a possibilidade de deixar de ser feriado nacional o dia 5 de Outubro, exactamente o dia em que a nasceu a República, nos idos de 1910.

««« - »»»
Foto - Vermelho
by Lokipan

««« - »»»
Humor & States
Nate Beeler

Pawel Kuczynski

4 comentários:

Anónimo disse...

Quantas sedas aí vão,
quantos colarinhos,
são pedacinhos de pão
roubados aos pobrezinhos!

Esta quadra é simplesmente fantástica. Por vezes diz-se muito mais versejando do que simplesmente falando.
Bjos da Sílvia

tulipa disse...

OLÁ Amigo
estou a escrever em Viena de Austria por isso nao é de admirar que nao tenha certos acentos. Quando chegar a Portugal tenho muito que contar e muitas fotos para mostrar...está a ser um sonho estas minhas férias...

Obrigada por passar nos meus blogues.
Abracos.

MARIA disse...

Magnífico, tudo, o poema, a flor, as suas ideias, o seu blogue: cada vez mais bonito e interessante.

Um beijinho amigo

Fliscorno disse...

Muito bom lol