domingo, março 15, 2009

OS INSTRUMENTOS

Um 1º ministro num país que se proclama Democrático devia medir muito bem as palavras, quando fala em público e sabe que vai ser citado pela imprensa.

Estamos a apenas alguns meses de actos eleitorais, expressão máxima de liberdade em qualquer Estado democrático, e não se pode encaixar de ânimo leve que José Sócrates, que reuniu nas eleições precedentes a maioria dos votos dos portugueses, venha agora sugerir que 200 mil portugueses a manifestar-se nas ruas de Lisboa, o façam sem qualquer razão plausível mas apenas para o insultar, instrumentalizados pelos sindicatos.

Se o senhor 1º ministro José Sócrates pensa deste modo, então não se deve apresentar a novas eleições, nem deve reclamar uma maioria absoluta, porque se arrisca a que os seus críticos venham depois utilizar a mesma argumentação, em relação às eleições que ele possa ter ganho, ou que venha a ganhar futuramente.

Se o número não é argumento, como raio é que se ganham eleições em democracia? Se o chamam mentiroso será que foi por cumprir integralmente as suas promessas?

Este mandato foi para alguns uma desilusão, para outros a confirmação de que as promessas são uma coisa, e a realidade foi o seu contrário em grande parte das matérias que realmente importam para o cidadão comum.



««« - »»»
Fotografias
I'm First By RGrebinski

From The Bottom Of My Heart by GeshaR

««« - »»»
Humor Filosófico
Depois da criação de 150.000 postos de trabalho by Gilmar

O número de buracos é irrelevante por William Medeiros

9 comentários:

Maria Faia disse...

Estimado Amigo Guardião,

Embora não estando em perfeita sintonia com a interpretação dada das palavras do 1º Primeiro Ministro, digo apenas que o direito de manifestação é, e deve ser sempre, inalienável e que, felizmente, vivo num país em que esse direito é exercido de forma absolutamente livre.
Adorei, mais uma vez, os seus cartoons e, em particular as belas rosas que exibe.

Um abraço Amigo,
MFaia

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO JOSÉ, ADOREI AS TUAS PALAVRAS AO REFERIRES-TE AO SR.1º. MINISTRO... AS PROMESSAS SÃO UMA COISA A REALIDADE OUTRA...ABRAÇOS DE CARINHO,
FERNANDINHA

F Nando disse...

O engenheiro tem uns tiques de ditador...
Nem o PP (tradução livre)no seu melhor estilo faria melhor

ana p roque disse...

O Sr.1ºM,é uma flor de estufa,
qual donzela na puberdade,não se pode dizer nada contra porque fica ofendido.
É magia negra contra o Sr :-),será que ele costume ir a Vilar de Perdizes,veio apanhado coitado.
Quem pensa desta forma,não devia escolher a politica como profissão,
acaba Ditador.

Bom Domingo.
cumps

Meg disse...

Caro Guardião,

Mas quem é que se admira com o discurso do nosso Primeiro?
Não tem sido sempre este mesmo registo?
Vitimização parece que é o que está a dar (para ele).

Um abraço

Anónimo disse...

O descontentamento existe e isso é evidente, pelo que também acho disparatado vir a público dizer que o povo é manipulável, quando se ganhou eleições e se continua a pedir maiorias nas próximas.
Questionar expressões da democracia é caricato, mesmo na boca de um político.
Bjos da Sílvia

Ferreira-Pinto disse...

Eu pensava que a desculpa dos comunistas já estava estafada!

Papoila disse...

Querido Guardião:
O senhor primeiro ministro tem tiques e birras de primadona, com a mania da perseguição que eu não suporto!
Os cartoons muito bons, tal como as fotos.
(Tens razão quanto ao meu poema e vou acrescentar familia...)
Beijo

tulipa disse...

Ui...recuso-me a falar de política e muito menos de gentinha que não merece que eu perca 2 segundos a pensar neles...

Prefiro olhar pela janela e ver o dia se sol radiante que fez hoje e fará nos próximos dias...
Huummmm...tanto Amor e Paixão anda no ar; já com cheiro a Primavera o Amor vai começando a brotar dos corações de quem está enamorado.
Encontros e desencontros.
Sentimentos em efervescência.

Votos de boa semana.