quarta-feira, maio 23, 2018

CORRIGIR AS DECLARAÇÕES DE CENTENO

O ministro Centeno tenta disfarçar a verdade equiparando os descongelamentos dos escalões na função pública, a aumentos salariais, o que evidentemente não é verdade.

Os descongelamentos decorrem da reposição dum direito, mesmo assim com atraso e aos bochechos (em 4 fases distribuídas por dois anos), e não de qualquer aumento salarial.

Na realidade nem todos os funcionários públicos foram abrangidos por este descongelamento, sendo que ainda há quem, mesmo podendo ter direito a ser abrangidos pelo descongelamento, ainda não viram o seu caso resolvido, porque os serviços dizem existir dúvidas sobre esses casos.

Quando Centeno fala do ano de 2019, baseado nos descongelamentos, está a falar dos mesmos que subiram de escalão em 2018, que vão receber as duas tranches em falta desse direito, porque em 2019 não haverão novas subidas de escalão, uma vez que as avaliações são dadas de dois em dois anos, o que quer dizer que só existirão novas subidas em 2020.


É muito feio, alguém contornar a verdade, mais ainda no desempenho dum cargo governamental, iludindo assim a opinião pública sem acesso a toda a informação. 


Sem comentários: