quinta-feira, fevereiro 21, 2013

O GÉNIO NÃO ERRA



Os portugueses são, no seu conjunto, testemunhas de que Vítor Gaspar se fartou de encher a boca com a afirmação de que não iria pedir nem mais tempo nem mais dinheiro à troika, até o meio desta semana.

Todos sabiam que tal objectivo era impossível, e não foram poucos os que sempre o disseram, e que foram alvo de grandes críticas por parte do executivo e da maioria que o suporta. Como acontece sempre, a verdade acaba sempre por vir à tona e até governantes que estavam escudados na sua soberba, acabam por ter que dar o braço a torcer.

Não é uma vitória de ninguém, mas não deixa de ser uma derrota do sábio Vítor Gaspar e do seu seguidor Passos Coelho, que não conseguiram antecipar que era necessário mais tempo, e que o ritmo frenético das medidas de austeridade iriam ter como resultado um enorme desemprego, um aumento da dívida pública e uma recessão tão grande que demorará anos a ser revertida.


2 comentários:

Metalurgia das letras disse...

Lá puxa! Como é um animal esse vizinho...

Jorge P.G disse...

Teimso que nem uma mula, Gaspar é o exemplo do "sabe-tudo" que nada sabe.

Cumps.