segunda-feira, abril 30, 2012

A REACÇÃO DOS VOTANTES

Nos últimos anos tem sido evidente o divórcio entre o povo e os políticos, e o descrédito notório da classe política. Os povos deixaram de considerar os eleitos como seus representantes e começaram a encarar os mesmos como vendedores de ilusões, que depois de estarem no poder se esquecem dos reais problemas dos eleitores. 

Na Europa, e não só, têm surgido movimentos e até partidos claramente de protesto. A acção destes movimentos e partidos tem sido menosprezada havendo mesmo quem diga que acabam por ser irrelevantes os seus protestos. 

Quem poderia imaginar ainda há poucos anos que existiria um partido pirata com representação parlamentar? Quem seria capaz de prever que partidos extremistas podiam ter uma expressão tão significativa que ameaçariam os chamados partidos do poder, em países como a Holanda, a França e a Grécia? 

O fenómeno do voto de protesto ganha cada vez mais expressão e já há quem os ache uma ameaça ao sistema vigente. Não é a Democracia que está em perigo, pelo menos por enquanto, mas os partidos do sistema que se cuidem, porque tudo fizeram para estar tão desacreditados como se percebe.
««« - »»» 
Humor e Justiça

2 comentários:

Metalurgia das letras disse...

Se o povo quiser dar uma resposta concreta as urnas parecem ser o local apropriado para a "reacção dos votantes". Saber escolher seus representantes políticos agora será primordial para Portugal e toda Europa em Crise.

Anónimo disse...

Votar sempre nos mesmos já provou ser uma estratégia errada, resta mudar porque não votar é concordar com o que está podre.
Bjos da Sílvia