quinta-feira, outubro 16, 2014

NÃO ME ENGANEM QUE EU NÃO GOSTO



A palavra de boa parte dos políticos não vale mesmo nada, mas ao menos podiam evitar fazer figuras ridículas dizendo enormidades que só poderão enganar os mais fracos e menos informados da nossa sociedade.

Maria Luís Albuquerque, ministra das Finanças, veio a público afirmar que “muitas famílias vão ter mais poder de compra”, mas não precisou quais, nem porquê.

Não sei se a ministra se estava a referir apenas à carga fiscal, já constante da proposta de Orçamento de Estado para 2015, mas tenho a certeza de que não levou em linha de conta muitas coisas que afectam grandemente o orçamento das famílias.

A ministra pretendeu ignorar a subida das tarifas da electricidade, já a partir de Janeiro, o aumento da carga fiscal sobre os combustíveis, que afecta os preços das mercadorias e dos serviços, e outros impostos (verdes ou de outra qualquer cor), já para não falar do aumento do imposto sobre o tabaco e sobre as bebidas alcoólicas que também estão previstos.

Colocando tudo na balança é insensato vir dizer que “muitas” famílias vão ter maior poder de compra, porque não é isso que o OE apresentado nos diz.


A bela quarentona vestida à moda da Renascença

2 comentários:

Elvira Carvalho disse...

A verdade é que todos sabemos que os políticos dizem uma coisa e fazem outra.
Um abraço

Maria disse...


POLITICOS = MENTIROSOS e mais coisas que todos nós já sabemos!