sábado, outubro 18, 2014

INSULTAR QUEM TRABALHA É CRIME



O governo veio agora anunciar que insultar, agredir ou desobedecer a funcionários do fisco vai dar multa ou prisão até cinco anos.

Em geral tenho tendência a discordar com a maioria das decisões deste governo, mas neste caso em particular devo dizer que concordo.

A minha concordância é quase total, porque eu sou a favor da criminalização do insulto e da agressão de qualquer pessoa que esteja no cumprimento das suas actividades profissionais, sejam funcionários do fisco ou sejam profissionais de qualquer outra empresa ou sector de actividade.

A coberto da máxima de que “o cliente tem sempre razão”, muitas pessoas acham-se no direito de importunar e por vezes agredir verbal ou fisicamente quem os atende ou lhes presta algum serviço, apenas porque a vida não lhes corre bem ou porque os seu desejos não são atendidos.

Infelizmente conheço muitos profissionais da reclamação e uns quantos indivíduos mal formados, para quem só a sua vontade e a sua razão contam, e que não respeitam o trabalho de outrem.

A lei não deve criar discriminação de qualquer espécie, e esta devia defender todos os que são alvo de insultos ou agressão no desempenho das suas funções laborais.



3 comentários:

Kruzes Kanhoto disse...

Sem dúvida. Há gente que hoje entra num qualquer serviço público com o claro intuito de provocar. Ambiente que, diga-se, os últimos governos e o actual, fizeram questão de criar...

Elvira Carvalho disse...

Não li a publicação mas se a lei se refere apenas a funcionários do fisco está errada, pois deveria referir-se a todo o funcionário em exercício da sua função.
Um abraço e bom fim de semana

São disse...

Concordo, só não percebo porque não se estende a criminalização a outras classes profissionais!!

Bom fim de semana