segunda-feira, junho 27, 2011

PONTOS DE VISTA

A CGTP foi recebida pelo ministro da Economia e do Emprego, Álvaro Santos Pereira, e saiu do encontro pouco impressionada com o encontro e apresentou como intenção exigir o aumento do salário mínimo nacional.

No mesmo dia também foi recebida a Confederação do Turismo de Portugal que sublinhou que o desemprego deve ser a principal preocupação nesta altura.

As declarações das duas organizações até parecem ir no mesmo sentido, ou seja, melhores salários e menos desemprego, mas não é exactamente isso que está subjacente das declarações dos responsáveis das duas organizações.

Se a CGTP pretende o aumento do salário mínimo para 500 euros ainda este ano, a CTP não o quer, e atira ao lado dizendo que o problema crucial é o desemprego. Quanto ao desemprego temos a CGTP contra a facilitação dos despedimentos e da diminuição das indemnizações, e a CTP a favor da facilidade nos despedimentos e a favor da diminuição do valor das indemnizações.

Assim à primeira vista temos uma organização patronal que está preocupada (?) com o desemprego, mas que pretende despedir mais facilmente, e com menos encargos, o que era o que já se percebia. Fiquei aliás preocupado com esta “preocupação com o combate ao desemprego" de José Carlos Pinto Coelho, pois fiquei com a impressão que se ele tem essa ideia na cabeça então só poderá ser realizada com a redução dos salários, podendo assim empregar dois trabalhadores pelo valor do salário de um (!).

««« - »»»
Foto - Variações em Branco

««« - »»»
Humor - Fuga de Artista

2 comentários:

Pata Negra disse...

O ponto de vista destes gajos, que querem aumentar o emprego despedindo, ultrapassa completamente a minha inteligência!
Um abraço sem óculos

Anónimo disse...

Fracos de vista, que é o são os que votaram nestes gajos. Agora queixem-se, que vos deve valer de pouco.
Lol

AnarKa