sábado, fevereiro 12, 2011

O RIDÍCULO AFINAL NÃO MATA

O povo costuma dizer que “o ridículo mata”, mas perante os factos conhecidos nos últimos dias, conclui-se que não mata quando se trata dos preços dos combustíveis.

Na mesma semana ouvimos as explicações da Autoridade da Concorrência, pela voz do seu responsável máximo, e tivemos conhecimento de que o lucro da Galp Energia aumentou 43% em 2010 relativamente a 2009.

As explicações técnicas são maçadoras e ininteligíveis, mas os factos são inegáveis, e constam do comunicado enviado pela petrolífera à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários.

Perante as evidências estamos perante uma empresa nacional que não mostra preocupações sociais, e podemos concluir que para as autoridades o arrecadar de impostos, cada vez maiores em resultado de preços sempre mais altos, é o mais importante.

O ridículo das explicações feitas pelas partes, pelos vistos não matam nem envergonham quem as pronuncia, porque afinal “negócio é negócio”.

««« - »»»
Fotos - Azulejos
By Palaciano

By Palaciano
««« - »»»
Humor Camelítico

3 comentários:

Graça Pereira disse...

Meu Amigo
O ridículo tem duas faces: se é no pobre, é ridículo mesmo!!
Se é no rico, são boas oportunidades!!
Bj
Graça

MARIA disse...

Circunstâncias em que o ridículo engorda ...


Um beijinho amigo

Cata- Vento disse...

Não tenho palavras para comentar o teu texto.Estamos perante uma situação deplorável de oportunismo numa sociedade que cada vez mais se esvazia de valores e cujo fim não pode ser bom. É inevitável parar para pensar que caminho, que destino estamos a tomar.

Bem-hajas!

Um abraço fraterno