sábado, julho 25, 2015

OS DINHEIROS DA CULTURA



Não sou um apoiante deste Secretário de Estado da Cultura, nem de perto nem de longe, e para dizer a verdade, acho que fez um muito mau trabalho especialmente na área do Património, que é a que eu sigo com mais regularidade.

Criticar a construção do novo Museu dos Coches e dizer que preferia ter concluído o Palácio da Ajuda e criar lá um museu para as joias da coroa, é curto demais mesmo para um SEC pouco ambicioso, como Jorge Barreto Xavier mostrou ser.

O caso da Colecção SEC e a revogação do despacho que colocava o acervo na esfera do Museu do Chiado, por causa da pressão do museu de Serralves, foi apenas um episódio da falta de cuidado e de autoridade de Barreto Xavier.

Da entrevista concedida ao Expresso pelo actual SEC, saliento com todo o prazer a frase seguinte: “a minha prioridade foi garantir uma prestação mínima de serviço público e ampliá-la”. Até ao final desta legislatura ainda devemos ouvir falar mais sobre Cultura, ainda que não sejam notícias muito agradáveis, creio eu….

3 comentários:

Pedra do Sertão disse...

"Sem comentários"...acho que combina bem com o texto..

Abraço do Pedra

www.pedradosertao.blogspot.com.br

Anónimo disse...

https://www.facebook.com/300628049979748/photos/a.300635583312328.67599.300628049979748/989532687755944/?type=1&theater

Anónimo disse...

Afinal a subida das exportações Portuguesas que p governo tanto fala e gaba-se de subirem foram produtos feitos por chineses QUE VERGONHA DE GODERNO

http://www.jn.pt/PaginaInicial/Economia/Interior.aspx?content_id=4700664