terça-feira, junho 09, 2015

PAÍS DE MITÓMANOS

Uma coisa que perturba muito os políticos é sem dúvida a memória colectiva. Eles sabem que são escrutinados e que as suas declarações ficam registadas nos mais diversos suportes, mas mesmo assim continuam a preferir a fuga em frente, procurando distorcer a realidade.

O facto que já marcou este princípio, foi a afirmação de Passos Coelho, curiosamente no dia em que visitou o Portugal dos Pequenitos, é “mito urbano” o incentivo à emigração.

Mais valia estar calado, porque foi bem claro ao falar dos professores, como bem claro foi noutros assuntos, que depois tratou de modo contrário relativamente às afirmações anteriores.


Para o portugueses é que começa a ser “um mito urbano” que os governantes sejam reféns das promessas feitas ao eleitorado.


4 comentários:

Zé Marreta disse...

Um troca-passos!

Saudações!

Anónimo disse...

Este fulano é um vómito..
Lol

AnarKa

Anónimo disse...

E tem Portugal como primeiro ministro este grande aldrabão que parece que está também com aquela doença de falta de memoria como o senhor silva QUE GRANDE VERGONHA PARA OS PORTUGUESES !!!

Anónimo disse...

ESTE GOVERNO É COMO UM OVO PODRE, TEMOS QUE O PARTIR PARA TER A CERTEZA !!!