quarta-feira, junho 28, 2017

ENTRADAS GRÁTIS NOS MUSEUS AOS DOMINGOS E FERIADOS



Já li diversas notícias sobre as entradas grátis nos museus, palácios e monumentos, aos domingos e feriados, mas infelizmente a informação não está completa, pelo menos nos artigos a que tive acesso, e isso pode vir a causar muita confusão nas bilheteiras daqueles serviços.

Devo começar por dizer que esta medida só abrange os serviços na dependência da Direcção-Geral do Património Cultural, que se aplica apenas a todos os cidadãos residentes em território nacional, e vigora apenas até às 14 horas.

Como sempre quem pensa e legisla não está, nem pede a opinião a quem está no terreno, e conhece bem os diversos tipos de público que visitam estes equipamentos culturais.

A partir já do próximo domingo, as referidas gratuitidades só serão dadas a quem apresente um documento comprovativo que ateste a residência permanente, ainda que não se especifique quais os documentos considerados como adequados.

Chegados aqui, temos as “zonas cinzentas” da Lei e do próprio Despacho de Esclarecimento, porque é óbvio que o Cartão do Cidadão não me parece prova da residência permanente em território nacional, pois temos os emigrantes, embora estes até possam ter facturas de água ou electricidade (que podiam ser outra hipótese). O mesmo se passa com os cidadãos estrangeiros, pois como se sabe alguns residem parte do ano em Portugal e alguns meses nos seus países de origem. Quais são os documentos que provam a residência em território nacional? Quem defende os operadores das bilheteiras?

É tudo muito bonito, mas quando as coisas correm mal, a culpa é sempre de quem dá a cara, e nunca os responsáveis que criam o problema.



1 comentário:

Elvira Carvalho disse...

Tanto se quer facilitar e sempre há um buraco nas malhas da lei.
Abraço