domingo, abril 23, 2017

CULTURA - PONTOS DE VISTA

O saber é por muitos considerado como uma vantagem (poder), que não deve ser partilhado com outros, a não ser que disso dependa o próprio futuro muito ambicionado.

Não partilho da ideia da não partilha do conhecimento, e acho mesmo que a não partilha do conhecimento só se compreende como sendo uma forma de egoísmo e de oportunismo, que não enobrece ninguém.

Vem isto a propósito da afirmação de um responsável por um monumento que dizia publicamente que era, neste momento, a pessoa que melhor o conhecia, e que em abono da verdade ainda não escreveu qualquer livro sobre o assunto, ou sequer partilhou esse conhecimento com os seus subordinados, como seria o seu dever.


A única coisa que todos temos como certa, é a morte, e de que servirá todo o conhecimento que adquirimos, muitas vezes por estarmos numa posição privilegiada, se ela for connosco para a cova?   


2 comentários:

Elvira Carvalho disse...

Absolutamente de acordo.
Um abraço e uma boa semana

Anónimo disse...

Um "grunho" que pensa desse modo é uma perfeita besta que não deveria estar nesse lugar...
Joca