sexta-feira, março 10, 2017

OS CARRILHÕES DE MAFRA

Há algum tempo falei numa rede social sobre o facto de ainda não terem sido restaurados os carrilhões do Palácio Nacional de Mafra, estando-se na altura a entrar no ano dos festejos do tricentenário deste monumento, e além de algumas críticas recebi também uma informação, não oficial, de que o restauro estava para breve, ainda durante este ano de 2017. No mesmo sentido li uma notícia no DN.

Não sei se as obras de restauro vão enfim avançar, porque o concurso para adjudicação parece que foi contestado e depois a contestação deu em nada, mas até ao último fim-de-semana, nem sinal de obras.

É bom recordar que o parecer dos peritos sobre o mau estado dos carrilhões dizia: “as principais causas da deterioração das torres e dos seus conteúdos foram a falta de serviços regulares de manutenção e o restauro inadequado a que foram sujeitas no passado, para além de um meio ambiente marítimo relativamente agressivo. A corrosão severa de partes do sistema sineiro, nomeadamente dos martelos, matracas e suportes, criou o perigo de queda.”


A preços de 2014 o arranjo estava estimado em aproximadamente 2.500.000 euros, não sei quanto poderá custar hoje, nem sei se o risco de queda dos sinos e das torres é elevado, moderado ou inexistente, mas confesso que estou preocupado, porque estamos a falar do nosso Património. 

Fotos retiradas da Internet


1 comentário:

Anónimo disse...

Voltou o silêncio sobre o assunto, se algo correr mal
Será uma tragédia...
Joca