quarta-feira, setembro 07, 2016

CONDECORAÇÕES

As condecorações atribuídas pelos nossos presidentes são sempre discutíveis, e as opiniões dividem-se consoante as ligações que cada um tem, aos poderes económicos e aos partidos políticos, mas o tempo acaba por ser um bom árbitro nestas coisas.

Depois das condecorações de Cavaco Silva, onde constavam uns quantos figurões que eram os expoentes máximos do sucesso na gestão, de grandes empresas e de bancos, que mais tarde deram o berro e se revelaram uns manipuladores de números, temos agora Marcelo que também gosta de ser pródigo nas condecorações.

O cidadão normal continuará a pagar as condecorações e a reverência que os políticos têm pelo poder económico, mesmo que pouco beneficiem com a acção deles...


1 comentário:

O Puma disse...


N
ao vejo nada?
Ceguinho é o cão