quarta-feira, julho 27, 2016

PATRONATO LUSO

Quando os representantes das confederações patronais se queixam da situação política, que está calma, e alegam que existe uma falta de investimento porque o Orçamento de Estado não o promove, fica-nos a sensação que estamos perante uma desculpa esfarrapada.

Quando os patrões pedem menos estado na economia, o argumento da falta de investimento, que cabe aos empresários, soa a falso.


Sem comentários: