sexta-feira, fevereiro 27, 2015

AS CONTRADIÇÕES E O BOM ALUNO



Passos Coelho e Pedro Mota Soares vêm agora mostrar-se “ofendidos” com as “contradições” e com a “hipocrisia institucional” da Comissão Europeia devido a um relatório apresentado na quinta-feira, em que aponta que o governo tomou medidas que prejudicaram os mais pobres e que Portugal tem um sistema de protecção social inadequado, que não foi capaz de reagir ao aumento do desemprego e da pobreza.

O governo inteiro podia simplesmente ter concluído que as medidas tomadas estavam erradas, porque deram maus resultados (os apontados pela CE), que era o mais sensato e vai de encontro à opinião da maioria dos cidadãos portugueses.

A realidade é reconhecida pela CE, mas o governo não a quer aceitar, porque sempre se mostrou um “bom aluno” dos burocratas enviados por Bruxelas, tendo-se mesmo gabado de querer ainda mais longe do que era exigido pela troika, teimosia que nos conduziu ao que temos hoje.

Se Passos Coelho tivesse um pingo de inteligência, podia agora usar o relatório da CE para aliviar a austeridade que sufoca Portugal. Mais valia aceitar os erros do passado e enveredar por novos caminhos que conduzissem Portugal ao crescimento, garantindo assim mais emprego e melhor cobertura social, mas o orgulho insano, e fixação numa ideia que já demonstrou ser errada, não o deixa descortinar o que é evidente para a grande maioria dos portugueses.



quinta-feira, fevereiro 26, 2015

ANEDOTA

Um cão inteligente

Um indivíduo vai com o seu cão ao cinema. O sujeito da cadeira ao lado, começa a ficar espantado ao ver que o cão ria e batia palmas, como se estivesse realmente a compreender o filme. Diz o sujeito para o dono do cão:

- Estou admirado, o seu cão percebe o filme todo.

- Ai está admirado?! Mais admirado estou eu!

- Então... mas porquê?


- É que ele... leu o livro e não gostou!...


segunda-feira, fevereiro 23, 2015

EFEMÉRIDE

Mais um aniversário da passagem do Zeca que ficou para sempre na memória de várias gerações...

domingo, fevereiro 22, 2015

TORRE DE BABEL

O significado da Torre de Babel era “porta do céu” ou “porta de Deus” e vem mencionada na Bíblia no livro de Génesis, e seria a mais ambiciosa construção idealizada pelos homens.

Segundo Hérodoto, Babel era uma cidade magnífica e distinta de todas as outras. Ao mesmo tempo era obra do orgulho humano, desafiando o poder de Deus, que castigaria esse povo confundindo-o na sua linguagem, de modo a que não se entendessem uns aos outros, originando assim o fim da obra e a sua dispersão por toda a terra.


A partir daí, Babel passou a significar confusão e a simbolizar o castigo divino sobre a arrogância, soberba, orgulho e paganismo dos homens.

Peter Bruelgel the Elder

Abel Grimmer

Marten van Valckenborch the Elder

sexta-feira, fevereiro 20, 2015

DIGNIDADE



Ao ouvir a afirmação de Passos Coelho dizendo que a dignidade dos portugueses nunca esteve em causa com o ajustamento, contrariando assim o que dissera antes o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker que tinha afirmado que a troika “pecou contra a dignidade de portugueses…”, fez-me recordar uma frase de Millôr Fernandes.

Disse a dada altura o escritor, dramaturgo e humorista brasileiro: “se você agir sempre com dignidade, pode não melhorar o mundo, mas uma coisa é certa: haverá na terra um canalha a menos.”




1971

quinta-feira, fevereiro 19, 2015

ENTENDAM-SE PORRA

Esta Europa é uma confusão de declarações sobre os mesmos assuntos, e é corrente ouvir-se um responsável político dizer uma coisa e depois ouvir um outro a dizer quase o seu contrário.

Schäuble disse ontem que os programas de ajustamento impostos aos países em dificuldades, funcionam, e que Portugal e a Irlanda são a melhor prova, já Juncker afirma sobre a troika "pecámos contra a dignidade de Portugal e da Grécia.

É óbvio que a Alemanha de Schäuble "ganhou" com a austeridade extrema imposta aos países intervencionados, já Juncker enquanto dirigente da União Europeia consegue descortinar que se foi longe demais nas imposições a países como Portugal e a Grécia. 

Nós que sofremos na pele os efeitos destas imposições não podemos deixar de concordar com Juncker e discordar frontalmente com o ministro alemão, que afinal só está a defender os interesses da Alemanha, borrifando-se para os impactos nas populações dos outros países.


terça-feira, fevereiro 17, 2015

DEITAR GASOLINA NA FOGUEIRA

A linha dura da Europa mais abastada, liderada pela senhora Merkel, continua a esticar a corda relativamente à Grécia, insistindo sobretudo na extensão do actual programa e das suas políticas, apesar do insucesso de tais medidas.

Não sei qual vai ser o resultado deste braço-de-ferro, o que sei é que a saída forçada da Grécia do euro, será o pontapé de saída para o desmoronar desta Europa onde imperam os egoísmos dos mais fortes.

Depois da saída da Grécia, Portugal fica na 1ª posição para ser o país que se segue, porque a dívida não tem como ser paga, e os mercados ficarão com a certeza de que a ajuda dos credores nunca acontecerá, bem à semelhança do que se passar agora com a Grécia.


A nível internacional a Europa vai perdendo a Grécia, a Turquia, e também a Ucrânia, e não poderá queixar-se dos outros, mas sim das suas próprias políticas e do seu egoísmo.


domingo, fevereiro 15, 2015

A MENTIRA



Para não mentir, não é necessário ser santo, basta ser honrado, porque não há coisa mais afrontosa, nem que maior horror faça a quem tem honra, que o mentir.

António Vieira



sexta-feira, fevereiro 13, 2015

REEMBOLSO OU TROCA DE DÍVIDA?

Uma das bandeiras mais recentes deste executivo é a do reembolso antecipado ao FMI de parte da dívida.

O pagamento antecipado é, à primeira vista, uma coisa boa se o fazemos com dinheiro obtido com um superavit, mas não é disso que estamos a falar.

A antecipação do pagamento ao FMI, é basicamente uma troca de dívida por outra a juros mais baixos. No essencial esta operação é uma renegociação da dívida, nos seus efeitos práticos. Para os mais cépticos faço notar que faço notar que a operação necessita de ser aprovada por diversos parlamentos europeus, afinal os credores, tal como aconteceria numa renegociação dos juros da dívida.


Criticar a Grécia por querer renegociar a dívida só porque os mercados não lhes emprestam dinheiro a juros mais baixos do que os da troika, é como cuspir para o ar, porque isso também nos pode acontecer se nos puxarem o tapete.


terça-feira, fevereiro 10, 2015

ESQUEMAS

Quando surgem suspeitas de fugas ao fisco e outras maroscas engendradas por entidades bancárias, a verdade nunca é total, ninguém assume culpas e a justiça não funciona...


HIPOCRISIA PEGADA

“Sim, meu caro amigo, eu não quero ser primeiro-ministro para ser dono do país ou para dar emprego aos amigos. Quero libertar o Estado e a sociedade civil dos poderes partidários. Vai ser possível fazer jogo limpo, premiar o mérito e governar para todos os portugueses".

Esta frase que fez parte dum discurso de Passos Coelho em 2011, é o exemplo perfeito da hipocrisia de que enferma a política nacional.

A Segurança Social teve muitas nomeações nos últimos dias, e pasme-se, os nomeados são quase todos (o quase é meu), afectos ao PSD e ao CDS. Pode-se dizer que é apenas uma coincidência, e que foram escolhidos os mais competentes, mas Marcelo Rebelo de Sousa terá razões para criticar agora Passos Coelho, porque em Aveiro em 2011 pediu-lhe para fazer diferente, e que confiava nele para isso. 


segunda-feira, fevereiro 09, 2015

A DEPENDÊNCIA ALIMENTAR



Os agricultores portugueses estão a virar-se cada vez mais para a exportação dos seus produtos, que são de elevada qualidade, mas o mercado nacional continua inundado de produtos de qualidade inferior vindos do estrangeiro.

A situação actual parece estranha mas na verdade é bastante fácil de explicar. Muitos países têm excesso de produção que necessitam de vender a qualquer preço, e Portugal é um destino excelente para esses produtos, porque com um baixo poder de compra e habituados a consumir legumes e frutas em quantidade, os portugueses compram aquilo a que podem aceder, apesar da baixa qualidade.

Os produtores nacionais não podem competir com o dumping que existe, pelo menos no preço dentro de fronteiras, por isso a sua única solução é a exportação, onde podem conseguir bom retorno económico, competindo pela qualidade.

No final disto tudo temos esta situação: os portugueses porque têm baixos salários e pensões, comem alimentos de baixa qualidade, ainda que os produtores nacionais produzam artigos de boa qualidade, que têm que ser exportados por não serem competitivos cá dentro.



domingo, fevereiro 08, 2015

A INCOERÊNCIA

A política seguida por Passos Coelho e seus seguidores, de austeridade até maior do a que teria sido imposta pela troika, que não admite de modo nenhum a renegociação da dívida grega, que está na ordem do dia, já está a ser posta em causa.

Não se julgue que Passos Coelho vá agora apoiar o governo grego, porque não é disso que eu estou a falar, mas sim do fundamentalismo sobre a possibilidade de renegociação de dívidas.

A descida do preço do petróleo colocou problemas a economias dependentes deste produto, e Angola tem agora problemas no que toca a pagamentos ao estrangeiro, já que as divisas escasseiam, mesmo para os pagamentos a Portugal.


Qual vai ser a solução que Passos Coelho vai aceitar para as dívidas angolanas? Será que a renegociação da dívida será agora um mal menor?

sexta-feira, fevereiro 06, 2015

AVAREZA

A avareza é um nó corredio que aperta cada dia mais o coração e acaba por sufocar a razão.


Honoré de Balzac


quarta-feira, fevereiro 04, 2015

POLÍTICA



“A política tem a sua fonte na perversidade e não na grandeza do espírito humano.”

Voltaire