segunda-feira, dezembro 14, 2015

MARCELO, O AFILHADO



Do alto dos meus muitos aninhos, permito-me recordar o Botas, o tal que caiu da cadeira, e o seu sucessor, de seu nome Marcelo Caetano. O facto de ter nascido e atingido a maior idade em Moçambique, na altura uma província ultramarina portuguesa, fez que também tivesse acompanhado parte da carreira do pai de Marcelo Rebelo de Sousa, de seu nome Baltasar Rebelo de Sousa.

Se o passado do candidato à Presidência da República, Marcelo Rebelo de Sousa, está ligado a um passado bem negro da vida portuguesa, e se mesmo os laços de parentesco e de amizades, são uma referência pouco abonatória, há que reconhecer que o candidato é um homem inteligente e de raciocínio rápido.

Há um pecado em que já caíram muitos indivíduos inteligentes, que é a vaidade, e Marcelo apesar de toda a sua reconhecida inteligência e experiência, acabou por tropeçar na sua própria vaidade.

As declarações como “daqui a semanas sou Presidente da República” a várias semanas das eleições, não demonstram modéstia nenhuma. É certo que o jornais lhe plantam o nome na 1ª página, as rádios o apaparicam e as televisões o tratam com demasiada deferência, o que não admira sabendo-se quem são os “donos” da nossa imprensa, mas como se costuma dizer, até ao lavar dos cestos é vindima.

Marcelo é o candidato que o grande patronato deseja, que o grande capital apoia, que o PSD e o CDS desejam e que a imprensa publicita, mas a última palavra será sempre dos eleitores, que ainda se recordam da acção de Cavaco Silva, que levou ao colo o governo de Passos Coelho, e certamente não vão querer repetir a dose, ainda que mais açucarada e palavrosa.


Vanitas vanitatum omnia vanitas

2 comentários:

Anónimo disse...

Com o meu voto não conta , costuma-se dizer que nunca devemos limpar o buraco antes de o sujarmos ,mas é só para dizer que os partidos PSD e CDS PP tem tendência de desaparecer pois a falta de votos e afins vão fazer com que mudem de nome e de dirigentes ...esperem mais uns meses e vão ver o que lhe vai acontecer !!!

Elvira Carvalho disse...

O pior é que uma grande faixa de eleitorado esteve a ser intoxicado com este senhor durante anos na TVI. E isso vai pesar, principalmente no interior, para a faixa de eleitorado mais velha, que é também a menos elucidada.
Um abraço e uma boa semana