quarta-feira, outubro 21, 2015

COM AMIGOS ASSIM…

Já todos suspeitavam, e agora foi confirmado, que os governantes portugueses apoiavam a saída da Grécia do euro, o muito falado Grexit, apesar dos desmentidos que fizeram na altura os nossos políticos.

Schäuble revelou agora que apenas a França e a Itália se opuseram a tal solução, e depois lá foi conseguido um acordo com a Grécia, acordo que todos sabem ser impossível de cumprir integralmente.

Vários dirigentes gregos afirmaram que o governo português era um dos mais “ferozes” no intuito de obrigar a Grécia a submeter-se às exigências europeias, não mostrando qualquer flexibilidade, como seria de esperar dum país que passara por um processo tão doloroso para os seus cidadãos.


A figura do ministro das Finanças alemão, que é simplesmente detestável, mostrou agora que a cumplicidade portuguesa, necessária na altura, pode ser descartada quando deixa de ter qualquer utilidade.

Fotografia

1 comentário:

São disse...

Depois da figura de foca amestrada que Maria Luis Albuquerque se prestou a fazer junto ao execrável Schauble nem era necessária a confirmação alemã acerca da feroz e estúpida oposição de Passos à Grécia...

Só que os alemães quando acharem que é conveniente atacarão Portugal!

Bom dia