domingo, agosto 02, 2015

PASSOS E A CGD

O desejo de Passos Coelho de privatizar a Caixa Geral de Depósitos não é nenhuma novidade, mas as declarações recentes do 1º ministro, ao manifestar a sua preocupação com o banco público, são lamentáveis para não dizer outra coisa.

O chefe do executivo passou alegremente sobre o facto de estar a falar dum banco público, em que os gestores são nomeados pelo governo podendo portanto ser também por ele demitidos, e o facto mais relevante, que sendo o Estado o dono da CGD, é também o único que pode injectar capital no dito, para poupar dinheiro no pagamento dos juros (CoCo’s).


É lamentável que um 1º ministro esteja a colocar em causa a liderança do banco público, prejudicando a sua imagem, e colocando em risco um activo importante para a economia nacional, só porque não desistiu de o alienar, ainda que não lhe seja conveniente admiti-lo neste momento.


5 comentários:

Elvira Carvalho disse...

Mais ainda quando a direcção do banco foi empossada por esse mesmo governo e reempossada meses atrás. É como se estivesse a passar um atestado de burrice a si próprio.
Um abraço e bom domingo

Anónimo disse...

ultima hora

http://www.jornalq.com/portugal/2242-novas-revelacoes-de-ricardo-salgado-envolvem-cavaco-portas-e-passos.html

Maria disse...

Este primeiro ministro é uma anedota, só não faz rir ninguém!

Anónimo disse...

OUTRA GARNDE MENTIRA DESTE GOVERNO ,AFINAL A RECEITA FISCAL NÃO É TÃO GRANDE COMO DIZIAM , PREPAREM-SE PARA MAIS UM AUMENTO DE IMPOSTOS !!!

maceta disse...

o que é que um fulano destes merece? coisa mansa não é...