segunda-feira, junho 29, 2015

O HORROR À DEMOCRACIA

Tem sido com apreensão que tenho seguido as notícias sobre a Grécia, especialmente depois de Tsipras ter anunciado um referendo sobre a “ajuda” imposta pela troika nas últimas negociações.

Em princípio as coisas pareciam simples, pois do lado dos credores era incompreensível a nega por parte do governo grego, e do lado dos apoiantes da posição grega o recurso ao referendo era apenas a Democracia a funcionar em pleno.

As coisas são um pouco mais complexas, porque estão em causa muito mais do que as condições impostas pelos credores, mas também o direito democrático à participação do povo nas decisões do governo, e também o futuro do euro e da União Europeia.

Como é o referendo que está mais atravessado nas gargantas dos bons alunos da senhora Merkel e do FMI, convém recordar que não vejo a mesma animosidade para com o Reino Unido, que também vai realizar um referendo sobre a permanência na UE, talvez porque se trata dum parceiro que não acata a maioria das decisões do directório europeu, desde o princípio.


Dar a voz ao povo quando se está perante uma situação para a qual o governo não se sente mandatado deveria merecer o respeito de todos os democratas.  


3 comentários:

O Puma disse...

... entretanto o povo prepara-se para vergar a Grécia

Anónimo disse...

O banco CENTRAL EUROPEU através de uma chantagem brutal já admite a saída da GRECIA do Euro ,mas eu digo que isso não passa de uma chantagem para amedrontar TSIPRAS e o seu povo ,mas ele não vai desistir ,porque segundo dizem os bem entendidos na matéria é um homem duro de roer ,não é como Passos que faz tudo o que lhe mandam e não consegue negociar ou defender Portugal em vários aspetos em relação a divida ,antes quer prejudicar mais o País e os Portugueses ,com mais austeridade com a finalidade de haver mais desemprego mais pobreza mais fome e mais emigração que se vai entender por muito tempo e anos até ,e ainda diz que é a única solução ,está a fazer-se bom aluno as custas do seu povo que já sofre com esta severa austeridade ,todos já ouviram dizer que a troika quer muito mais sacrifícios dos Portugueses conclusão TSIPRAS É DURO E DEFENDE O SEU POVO TENTA NEGOCIAR APESAR DE TUDO ,OUTRO É COBARDE PREFERE ENCHER OS COFRES AS CUSTAS DA GRANDE MISERIA DOS PORTUGUESES QUE AFINAL SE AGRECIA DEIXAR O EURO ,PORTUGAL VAI A SEGUIR PORQUE A RESEVA QUE DIZ A MINISTRA DAS FINANÇAS PARA NADA CHEGA TALVEZ PARA 2 ANOS SE CHEGAR !!!

tulipa disse...


Começo por agradecer a visita e o comentário que deixou no post anterior do meu blog "Momentos Perfeitos"

José Lopes...desculpe não me manifestar sobre o seu post,
mas não me dou bem com a política,
além de que não sei discutir política, só sei que acho tudo muito injusto...
Uns pagam, outros não....enfim!

Tenho novo post, sobre uns dias em Monte Gordo!
Não posso ir para o Alentejo nem para o Algarve, muito menos para o interior do País no Verão, morro de calor. Passo mesmo muito mal com altas temperaturas...
Fiz essa experiência em anos anteriores e dei-me mal
fico por casa...até Setembro, quando as temperaturas começam a baixar!

Sábado saí de Monte Gordo com 40º meti-me no IC 1 e fiz toda a viagem sempre entre 42º e 44º que atingi na Mimosa (Alentejo)....
Meu Deus, nem o ar condicionado fazia algum fresco, foi mesmo horrível.

O meu objetivo em todos os meus blogues é sugerir pistas de descoberta de novos lugares a visitar, a partir do que a mim própria mais interessou...
Se quiser pode dar uma espreitadela a:
http://pensamentosimagens.blogspot.pt/
http://momentos-perfeitos.blogspot.pt/

Boa semana.