sexta-feira, junho 05, 2015

FORTE COM OS FRACOS



Uma das coisas que mais me faz estar desiludido com o que se passa neste país é fosso que existe entre ricos e pobres, não só no que diz respeito ao poder de compra, como nas oportunidades duns e falta delas para outros, ou a diferença nos resultados da Justiça entre ricos e pobres.

Em Portugal os cidadãos são tratados de maneira diferente consoante a sua condição social, ou peso da carteira, preferem ser mais directos.

Há relativamente pouco tempo tive conhecimento do que aconteceu a um cidadão que cometeu a falta de subtrair umas centenas de euros do seu local de trabalho, cerca de metade do salário que auferia, e que foi liminarmente despedido e responsabilizado criminalmente, o que lhe valeu uma condenação co pena suspensa, uma multa de milhares de euros além da indemnização do patrão com juros de mora pelos 4 anos que durou o processo. É evidente que a sua má conduta é reprovável, que a restituição do dinheiro era uma obrigação e que devia ser punido, talvez dum modo menos pesado, mas é evidente que estamos a falar dum indivíduo pobre, que nem dinheiro teve para pagar a um bom e experiente advogado.

Por contraponto ao pobre “ladrão”, como a acusação não hesitou em referir, temos banqueiros e altos quadros de vários bancos que faliram e enganaram os depositantes, prometendo o que não cumpriram, e apresentaram as coisas dum modo que não correspondia à realidade, que são sistematicamente ilibados pela justiça, pois podem recorrer a bons escritórios de advogados que encontram sempre maneira de os safar de encrencas, ficando a rir-se à conta dos que ficaram sem o que era seu por neles confiarem.

O Estado, dito de direito, é forte na condenação dos pobres e fraco na acusação dos ricos…



6 comentários:

Anónimo disse...

EU NUNCA GOSTEI DE MISTURAR POLITICA COM FUTEBOL MAS É UMA REALIDADE ,OS DESPEDIMENTOS SÃO TAL E QUAL COMO FOI DESPEDIDO O TREINADOR DO SPORTING UMA MENTIRA DO PRESIDENTE E UM DESPEDIMENTO POR JUSTA CAUSA ....E É ASSIM EM PORTUGAL NAS EMPRESAS E AFINS POR ESSA RAZÃO É QUE HÁ MILHARES DE DESEMPREGADOS NO PAÍS AJUDADOS POR AS LEIS QUE ESTE GOVERNO IMPOS QUE FACILITAM OS DESPEDIMENTOS POR JUSTA CAUSA E SEM DIREITO AO FUNDO DE DESEMPREGO DIMINUINDO ASSIM A TAL LISTA DE DESEMPREGADOS QUE TANTO ESTE DESGOVERNO APREGOA POIS SE NÃO TEM DIREITO A FUNDO DE DESEMPREGO NÃO ESTÃO INSCRITOS E SÃO MILHARES POR AÍ ,E AINDA POR CIMA SEM DIREITA A QUALQUER INDEMINIZAÇÃO ,É ASSIM ESTE PAÍS GOVERNADO POR MERCENARIOS POLITICOS QUE AJUDAM OS EMPRESARIOS RICOS SEM OLHAR PARA QUEM QUER TRABALHAR E DESCONTAR LEGALMENTE OS IMPOSTOS !!!

Elvira Carvalho disse...

E hoje foi absolvido mais um.
Um abraço e bom fim de semana

Anónimo disse...

Dedico este vídeo a quem governa este País !!!

https://www.youtube.com/watch?v=WOpcmzu4ihk

Zé Marreta disse...

O anónimo já explicou tudo. A culpa não é das empresas nem dos patrões, é sim das leis aprovadas e da forma como as mesmas podem ser usadas e aplicadas. Eles apenas lêem as suas entrelinhas...
Em último caso, a culpa é nossa que elegemos quem promove este tipo de leis.
Quanto ao resto é constatável todos os dias.

Saudações!

Anónimo disse...

Quando um empresário ,fecha uma empresa com uma falência fraudulenta como acontece em Portugal muitas vezes e abre logo ao lado com outro nome e deixa os desgraçados dos empregados sem dinheiro nem indeminização nem trabalho a culpa é também desse empresário porque se aproveita destas leis fascistas que impuseram no País ,depois dizem que não tem lucros ,porque depositam os lucros e não só em paraísos fiscais fugindo aos impostos !!!

Anónimo disse...

UMA VERGONHA NUNCA VEM SÓ AGORA A MINISTRA DIZ QUE VAI PAGAR PARTE DA DIVIDA ,MAS ESQUECE-SE QUE PARA ISSO HÁ MUITIS PORTUGUESES A IR AOS CONTENTORES DE LIXO BUSCAR COMIDA PARA COMER ,POIS QUANDO CHEIRA A ELEIÇÕES COM MEDO DE PERDER O TACHO VALE TUDO MESMO QUE MORRAM PORTUGUESES COM FOME QUE VERGONHA senhora ministra !!!