quinta-feira, maio 28, 2015

ENCHER A BARRIGA A GULOSOS



Portugal tem sido fértil em injustiças, corrupção, favores e burlas praticadas às claras, e envolvendo dinheiros públicos e privados, directamente para os grandes interesses económicos.

Na política conhecem-se alguns casos de abuso do poder, favorecimento de terceiros e de promiscuidade entre cargos públicos e interesses privados. A banca tem sido um sorvedouro de dinheiros públicos, devido a gestão criminosa e a falta de regulação das autoridades responsáveis.

Há negócios públicos que só não dão lugar a prisão dos responsáveis porque se alguém começar a escavar, existiria uma hecatombe nos partidos que passaram pelo poder. Conhecem-se outros como as PPP’s que andam a marinar de executivo em executivo.

Veio agora a público o aumento do preço da electricidade, que em Portugal aumentou desde 2008, uns expressivos 42%, enquanto em média na União Europeia aumentaram só 32%.

Imagine-se que isto acontece com uma autoridade que regula o sector, e com uma empresa que foi privatizada, o que devia dar que pensar a quem apregoa que as privatizações e a concorrência é que fazem baixar os preços ao consumidor.

Será que não se faz Justiça porque não há prisões que cheguem para nos anda a “gamar” a torto e a direito? Façam-se prisões, acabe-se com gente que não governa a pensar nos cidadãos, antes que seja necessário resolver a situação por outros meios menos ortodoxos, porque a paciência tem limites… 



2 comentários:

maceta disse...

presos e com ração de combate...

cumpts

Anónimo disse...

Salgado que se cuide ,parece que tem a cabeça a premio ,os depositantes lesados estão a fechar o cerco e tudo pode acontecer agora ,segundo dizem ........