quinta-feira, maio 21, 2015

DESIGUALDADE E CRESCIMENTO



Saiu mais um relatório da OCDE que revela que na maioria dos países desenvolvidos, a distância entre ricos e pobres está ao nível mais alto dos últimos 30 anos, facto que nos coloca num dos piores lugares do ranking.

Quando se diz que em Portugal as desigualdades aumentaram muito desde a vinda da troika, logo aparece quem o justifique com a necessidade de ajustar a nossa economia, para que o crescimento, que dizem estar aí, seja sustentável e duradouro.

Pois isso não é rigoroso, nem sequer sério, como conclui este relatório da OCDE, que conclui que mais desigualdade compromete o crescimento, e que os 40% mais pobres podem começar a investir menos na educação e formação, por falta de meios, e isso é um travão para o desenvolvimento a longo prazo.

Na realidade Portugal já era um país com gritantes desigualdades, que se têm agravado com a crise e o ajustamento económico, e o Estado não tem recursos para proteger os mais desfavorecidos, mas sem crescimento o país irá afundar-se sem qualquer dúvida.



Sem comentários: