terça-feira, março 24, 2015

MUSEU DOS COCHES



Em Portugal já se conheceram muitos políticos deslumbrados, e quase todos estiveram envolvidos em projectos megalómanos, que custam os olhos da cara e que nunca se sustentarão a si próprios.

Quando falamos de equipamentos culturais, e fizeram-se alguns nos últimos 20 anos, as coisas tomam aspectos que roçam a tragédia, isto apesar do que vemos na imprensa, que nunca contabiliza apenas receitas e custos, como deve ser. Em boa verdade há uma honrosa excepção, que é o Oceanário de Lisboa, que serve para confirmar a regra.

Isto tudo vem a propósito do novo Museu dos Coches, que terá enormes custos de manutenção do edifício, que obrigariam a ter quase um milhão de visitas pagantes/ano para cobrir os custos de funcionamento, o que dificilmente acontecerá nos próximos 5 anos.

A vaidade de muitos governantes é um fardo que todos suportaremos com os impostos que nos vão sufocando. O novo museu foi um erro, e não há como voltar atrás.


1 comentário:

O Puma disse...

Em Abril

que chovam cravos