sábado, novembro 22, 2014

O GRAU ZERO DO REGIME



Para que conste, porque há quem se esqueça com facilidade, eu nunca morri de amores por José Sócrates, que foi um mau governante, que critiquei muito enquanto esteve no poder.

A detenção de Sócrates é, na minha opinião, a machadada final no regime vigente onde pontuam à vez dois partidos: o PS e o PSD.

O regime estava há muito moribundo, e os políticos que têm partilhado o poder têm uma imagem péssima na opinião pública, com a credibilidade de rastos.

O timing desta detenção é mais do que suspeito, e não são poucos os que pensam que há aqui mão da política, o que em nada abona a favor da Justiça. Outra dúvida sobre a “solidez dos factos” prende-se com os inúmeros processos em que são arguidos políticos e outros poderosos, que dão imensas notícias nos jornais, devido aos indícios de eventuais crimes, e que acabam por dar em nada.

Para o país quer Sócrates seja pronunciado culpado, ou inocente, a imagem que passa para os cidadãos e para o estrangeiro, será sempre muito negativa. O regime está podre!



2 comentários:

Maria disse...

Os outros onde estão?
Como o Sócrates há muitos mais!
Vamos ver no que tudo isto vai parar!
Este regime está tão podre que fede...

São disse...

A detenção de Sócrates, de quem não gosto e sempre o disse, é algo que envergonha a Justiça...assim como as fugas de informação.

Além disso, porquê a prisão só agora com a escandaleira dos Vistos Gold e das eleições e Congresso do PS?!

Depois da campanha suja dirigida por Miguel Relvas , não acredito de maneira alguma que esta manobra não tenha sido propositada...

E só existe o juiz Carlos Alexandre em Portugal ?!

Bons sonhos