sexta-feira, junho 27, 2014

ETERNIZAR O TEMPORÁRIO



A maioria instalada no poder continua a sua saga de “espremer” quem aufere rendimentos do trabalho, sejam eles salários ou pensões.

Aquilo que foi instituído como Contribuição Extraordinária de Solidariedade muda de nome para Contribuição de Sustentabilidade, e continua a atingir os mesmos em montantes talvez mais baixos, mas atinge também os que auferem menos do que 1.000 euros pois há uma subida da TSU a cargo do trabalhador, e também uma subida da taxa máxima de IVA que incide sobre todos os consumidores.

O que era uma medida excepcional, temporária e irrepetível mantem-se com novas roupagens e virá acompanhada de outras taxas suplementares que “apimentam” mais a “extorsão” a quem vive do seu trabalho ou da sua pensão.


2 comentários:

Anónimo disse...

É só roubar...
Lol

AnarKa

São disse...

Como não consigo exprimir a raiva e o desprezo que sinto por esta bando de biltres(reformado de Boliqueime incluído) em termos publicáveis, resta-me desejar-lhe bom fim de semana