sexta-feira, maio 02, 2014

LIMAR O DISCURSO



Pires de Lima veio agora afirmar que o DEO é bom para a economia, o que pode parece coerente com o cargo que ocupa, e o partido a que pertence, contudo nada disto “bate” com as suas afirmações recentes.

A hipocrisia na política tem sido uma constante, mas foi este ministro que se bateu pela baixa do IRC, que afinal acontece, já o que disse sobre a possibilidade de baixa do IRS, verificou-se agora que foi um tiro de pólvora seca.

Pires de Lima falou do alívio dos impostos sobre os rendimentos do trabalho e sobre as famílias, e o que resulta deste DEO é exactamente o contrário, pois os impostos e as taxas aumentam, sem margem para dúvidas.

O ministro do CDS acha os aumentos de impostos “equilibrados” e quando prevê a recuperação dos rendimentos dos funcionários públicos e dos pensionistas, percebe-se que não fez contas, ou se as fez refere-se aos que têm mais rendimentos e não aos que auferem menores salários ou pensões.


2 comentários:

Gilberto Fernandes Teixeira Teixeira disse...

A matemática do ministro e a dos 9 fora com o povo...

Maria disse...

O sr. ministro deve ter batido com a moleirinha com muita violência.
O mau mesmo é que já não tem cura, só piora com o tempo.