quarta-feira, abril 23, 2014

O MITÓMANO

Ouvir Passos Coelho a explicar as más medidas tomadas pelo seu governo é confrangedor, mais ainda quando fala de economia e da falta de alternativas aos seus métodos.

O primeiro-ministro querendo combater os "mitos" que envolvem o período de resgate português, na sua opinião, afirmou que não seria possível não cortar salários e pensões, embora tenha omitido se é possível reduzir o défice sem atacar a fundo as rendas excessivas.

Outro "mito" que Passos Coelho é o de que não seria possível ajustar a economia com crescimento mas sim com recessão. Claro que Passos Coelho andou a ler manuais obscuros e a evitar ver o que se passa no mundo, onde os Estados Unidos e o Reino Unido andaram durante esta crise a emitir moeda, só para citar dois países.


O maior cego não é aquele que não vê mas sim aquele que não quer ver, diz o ditado popular, e este aplica-se na perfeição a quem fala de mitos e os "contraria" com teorias nunca comprovadas.


2 comentários:

Anónimo disse...

Vamos esfolar o coelho
Lol

AnarKa

O Puma disse...

Talvez Maio grite mais alto