domingo, abril 27, 2014

CULTURA E CIVILIZAÇÃO

Uma mesa cheia de feijões. 
O gesto de os juntar num montão único. E o gesto de os separar, um por um, do dito montão. 
O primeiro gesto é bem mais simples e pede menos tempo que o segundo. 
Se em vez da mesa fosse um território, em lugar de feijões estariam pessoas. Juntar todas as pessoas num montão único é trabalho menos complicado do que o de personalizar cada uma delas. 
O primeiro gesto, o de reunir, aunar, tornar uno, todas as pessoas de um mesmo território é o processo da CIVILIZAÇÃO. 
O segundo gesto, o de personalizar cada ser que pertence a uma civilização é o processo da CULTURA. 
É mais difícil a passagem da civilização para a cultura do que a formação de civilização. 
A civilização é um fenómeno colectivo. 
A cultura é um fenómeno individual. 
Não há cultura sem civilização, nem civilização que perdure sem cultura. 


Almada Negreiros


1 comentário:

Anónimo disse...

Num país onde a Cultura se paga, cada vez mais cara, o que dizer da Civilização?
Bjos da Sílvia