segunda-feira, fevereiro 10, 2014

PAULO PORTAS E AS PROMESSAS

No mesmo dia em que vejo o Paulo Portas a debitar, em Espanha, um discurso em francês, com um sotaque que os meus professores apelidavam de "cagão", li a notícia de que o mesmo Portas, anunciou a criação duma comissão para a revisão do IRS.

A proximidade de eleições faz milagres nos discursos dos nossos políticos, como se sabe, mas a sua palavra está "irrevogavelmente"ao nível de lixo, como a nossa economia. 

O que vale a palavra dos nossos governantes?

-*-

Deixo-vos hoje com a imagem que tenho da nossa política fiscal, sobretudo a que incide sobre os rendimentos do trabalho.


4 comentários:

Elvira Carvalho disse...

Ai amigo, desculpe que lhe diga, mas promessas de politicos para mim só têm alguma utilidade se forem em papel higienico.
Um abraço e uma boa semana

Gilberto Fernandes Teixeira Teixeira disse...

Ele bem que podia prometer nunca mais prometer...

Maria disse...


Idiotas são aqueles que acreditam!
Nem para papel higiénico eles servem. Quem tem um "traseiro" sério nunca usaria um papel desses para o limpar!

maceta disse...

um balelas camaleónico...