segunda-feira, fevereiro 24, 2014

DISCUTIR NATALIDADE

Sempre que acontecem grandes reuniões partidárias, como actualmente, os políticos fazem de tudo para dar nas vistas e para marcar os noticiários.

O Marcelo foi ao encontro, o Santana também, foram anunciados os candidatos europeus, tudo para marcar a agenda noticiosa e para ficar um passo à frente dos possíveis adversários na corrida aos postos mais apetecíveis.

A notícia mais curiosa foi dada por Passos Coelho quando anunciou uma equipa multidisciplinar para tratar do problema da natalidade.

Podia fazer humor com a iniciativa aconselhando a oferta do Kama Sutra ilustrado a todos os portugueses com mais de 18 anos, ou a proibição absoluta de venda de preservativos, mas nem vale a pena.


É muito mais efectivo lembrar o primeiro-ministro que medidas como aumentar o horário de trabalho, eliminar feriados, diminuir salários, forçar a precariedade laboral, facilitar os despedimentos e ao mesmo tempo aumentar os impostos, é a receita perfeita para se diminuir a natalidade, e não é necessário consultar nenhuma equipa de génios na matéria porque os portugueses foram muito rápidos a identificar as razões para não entrar em aventuras no campo da natalidade.


2 comentários:

Elvira Carvalho disse...

Noutros tempos os casais tratavam de assegurar a descendência, porque pensavam. "Por muito que tenha de trabalhar para lhes dar no mínimo um pedaço de pão, quando chegar a velho sempre vou ter quem me dê uma malga de sopa" Hoje eles pensam assim "Vou-me sacrificar até à hora da morte para lhes dar o minimo necessário para não morrerem de fome"
Um abraço e boa semana

Anónimo disse...

Depois de cortar subsídios, diminuir salários, e de nos tornar a todos precários o que é que esse merdas quer? Vamos criar filhos sem dinheiro?
Lol

AnarKa